Grêmiopédia - A enciclopédia do Grêmio

Acesse nosso novo site, a Grêmiopédia.

Todos os títulos do Grêmio

Como foram os grandes títulos do Imortal, do Mundial até os torneios internacionais.

A Conquista das Três Américas

Conheça a primeira conquista gremista das Américas nos anos 50.

Histórico de Confrontos

Confira o histórico de confrontos do Grêmio contra os mais variados times do Mundo.

Histórico de Campanhas

Histórico de campanhas gremistas na Libertadores, Brasileirão e outras competições.

O Dia em que o Grêmio venceu a URSS

Conheça essa façanha esquecida

26/09/2011

BR'11: Recuperando pontos da rodada anterior

O resultado foi excelente, recuperamos os pontos perdidos em casa diante do Botafogo e podemos pensar em uma nova série de vitórias que começou ontem e pode continuar no domingo diante do Cruzeiro em Porto Alegre. Temos potencial, só falta mais força de vontade dos jogadores tricolores. Rumo a Libertadores 2012.


Primeiro tempo

Foto: Antônio C. Mafalda/Futura Press
Atuando com esquemas semelhantes, com dois volantes, três jogadores ofensivos no meio de campo e apenas um atacante de ofício, Avaí e Grêmio fizeram um primeiro tempo equilibrado, com muita marcação e poucas chances reais de gol.

Isolado na frente, André Lima foi acionado algumas vezes pelos armadores do Grêmio e teve duas chances para marcar. Na primeira, ele recebeu cruzamento rasteiro de Marquinhos e bateu em cima do zagueiro Gustavo Bastos. Em outra oportunidade, o centroavante recebeu assistência de Escudero, se antecipou à marcação e desviou a bola com a ponta da chuteira na pequena área, mas Felipe fez a defesa no meio do gol.

Mesmo jogando em casa o Avaí não conseguia criar jogadas de ataque, a não ser em raros lances de Lincoln e em cobranças de falta para a área. Aproveitando a má atuação do time da casa o Grêmio abriu o placar aos 42 minutos do primeiro tempo.

Após falha de Batista na saída de bola o lateral direito Mário Fernandes arrancou pela intermediária, invadiu a área e bateu forte de perna esquerda. O goleiro Felipe ainda tocou na bola, mas não evitou que ela caminhasse lentamente para o fundo do gol, fechando o primeiro tempo de jogo.


Segundo tempo

Foto: Antônio C. Mafalda/Futura Press
Na etapa final o Grêmio ampliou a sua vantagem com menos de um minuto. Após jogada individual de Escudero a bola sobrou para Douglas bater forte da entrada da área, no canto esquerdo do de Felipe. Gol relâmpago que dava tranquilidade para os tricolores.

O gol esfriou a disposição gremista e fez com que o Avaí voltasse aos poucos para o jogo. Aos 18 minutos, William recebeu bom passe de Róbson, dominou e chutou forte, mas Victor mandou a bola para a linha de fundo. Seis minutos mais tarde, após escanteio cobrado por Lincoln, Pedro Ken tocou de cabeça, a bola desviou em Gilberto Silva e foi para o fundo da meta gremista.

Com substituições ousadas de Toninho Cecílio, que colocou o atacante Rafael Coelho e os meias Estrada e Cleverson, o Avaí se lançou ao ataque em busca do empate, mas não conseguiu levar perigo à meta de Victor. O jogo seguiu morno, com o Grêmio segurando o resultado e recuperando os pontos perdidos diante do Botafogo no Olímpico.



FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 X 2 GRÊMIO

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 25 de setembro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Cartões amarelos: Gustavo Bastos e Estrada (Avaí); Gilberto Silva (Grêmio)

Gols:
AVAÍ:
Pedro Ken, aos 24 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Mário Fernandes, aos 42 minutos do primeiro tempo, e Douglas, no primeiro minuto do segundo tempo

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques, Edcarlos e Julio Cesar; Gilberto Silva, Fábio Rochemback, Marquinhos (Adilson), Douglas e Escudero (Bruno Colaço); André Lima (Brandão)
Técnico: Celso Roth

AVAÍ: Felipe; Arlan (Cleverson), Gian, Gustavo Bastos e Fernandinho; Júnior Urso, Batista (Rafael Coelho), Pedro Ken, Lincoln e Robinho (Estrada); William
Técnico: Toninho Cecílio


Resultado\ Próximos Jogos

Com o triunfo chegamos aos 33 pontos, na 13ª posição, afastado momentaneamente da zona de rebaixamento. No próximo final de semana, domingo, recebemos o Cruzeiro no Estádio Olímpico.



Vídeo:



23/09/2011

BR'11: Fim de 16 anos de invencibilidade

Depois de perder pela primeira vez em casa em estréias no Campeonato Brasileiro em toda história da competição, o Grêmio conseguiu quebrar mais um tabu, negativamente, perdendo para o Botafogo dentro de seus domínios depois de 16 anos de invencibilidade. A derrota se soma a última sofrida na goleada sofrida contra o Vasco e interrompe a reação da equipe na competição, resta agora buscar os pontos perdidos contra o Avaí fora de casa.


Primeiro tempo

Foto: Roberto Vinícius/Futura Press
Os gremistas começaram o jogo envolvendo o adversário, com mais posse de bola. Faltava, porém, qualidade na hora da definição. O goleiro botafoguense Jefferson, apesar de bastante exigido, não precisou realizar nenhuma grande defesa à medida em que os atacantes rivais chutavam fraco ou sem direção.

Na melhor chance do primeiro tempo, aos 21 minutos, Jefferson pôde apenas torcer para não ser vazado: Rochemback pegou rebote do arqueiro e pegou de primeira, com efeito. A bola passou raspando na trave e saiu. Depois, aos 33 minutos, o time tricolor chegou com perigo outra vez. Depois de uma ótima jogada pela esquerda, André Lima recebeu de cabeça e escorou para o gol, mas não acertou o alvo.

Apenas aos 43 minutos, o Botafogo finalizou pela primeira vez, quando Elkeson chutou cruzado da meia esquerda, sem assustar Victor.  Embora muito superior durante todo o primeiro tempo, o Grêmio não conseguiu abrir o placar. Na última boa chance antes do intervalo, Douglas chutou na barreira uma cobrança de falta frontal, a dois passos da grande área.


Segundo tempo

Foto: Roberto Vinícius/Futura Press
Assumindo claramente uma postura defensiva e tentando preservar jogadores que já tinham cartão amarelo, Caio Júnior realizou duas substituições logo no início da segunda etapa: Lucas e Herrera, já advertidos pelo juiz, deram lugar para Alessandro e Felipe Menezes. O panorama da partida seguiu o mesmo. O Botafogo se recuava e o Grêmio trocava passes para procurar espaços na retranca adversária, sem sucesso.

Empurrado pela torcida, o time de Celso Roth assumiu a estratégia de chutar de longe. Aos 14 minutos, Fernando encaixou belo chute da intermediária e Jefferson se esticou todo para a defesa. Não era mais do que isso, o time parecia sem forças para chegar na área adversária.

Após um tempo segurando a pressão gremista, o Botafogo, que praticamente não atacou até então, abriu o placar em um lance de contra-ataque. Aos 20 minutos, Maicosuel fez bela jogada pessoal e rolou para Loco Abreu, que bateu cruzado para o fundo das redes. O Grêmio se lançou ao ataque e criou chances de empatar, mas a defesa segura carioca assegurou os três pontos. 


FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 0 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 22 de setembro de 2011, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Renda: R$ 239.410,50
Público: 17.324 pagantes
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Auxiliares: Helberth Andrade (MG) e Kleber Lúcio Gil (SC)
Cartões amarelos: Fernando e André Lima (Grêmio); Lucas, Herrera e Jéfferson (Botafogo)
GOL: BOTAFOGO: Loco Abreu, aos 21 minutos do segundo tempo;
GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques, Edcarlos e Bruno Collaço; Fernando (Gilberto Silva), Fábio Rochemback, Marquinhos (Miralles), Douglas e Escudero; André Lima (Brandão)
Técnico: Celso Roth
BOTAFOGO: Jéfferson; Lucas (Alessandro), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Lucas Zen, Renato, Elkeson e Maicosuel (Éverton); Herrera (Felipe Menezes) e Loco Abreu
Técnico: Caio Junior


Resultado\ Próximo jogo

O Grêmio termina a rodada na desconfortável 13ª colocação, com 30 pontos, a cinco do Atlético-MG, clube melhor colocado da zona do rebaixamento. Na próxima rodada,  jogando na Ressacada, em Florianópolis, o Grêmio terá o Avaí pela frente.



Vídeo:


22/09/2011

Dirigente primata dá a entender que Grêmio está implantando notícias falsas sobre as obras do Beira-Rio



Em um desesperado intento de modificar o foco da mídia no que diz respeito as obras paradas no aterro do Lago Guaíba, o dirigente primata Luís Anápio Gomes afirmou ontem após o empate do Internacional, digo, Porto Alegre, que alguém estaria impantando notícias falsas sobre a relação Inter x Andrade Gutiérrez e o andamento nas obras do Beira-Lago.

Segundo Larápio:

-  O Beira-Rio estará, sim, pronto para a Copa das Confederações. Boatos existem, e eu até desconfio de quais sejam as fontes, mas é concreto que a construção será feita a tempo.

- Não posso afirmar, mas deduzimos por um raciocínio rápido e fácil. Os ouvintes também podem saber quem teria vantagem com esse tipo de situação.


Fica evidente o medo vermelho de perder a Copa, ainda mais levantando falso contra alguém que nada fez além de levantar o melhor estádio da América Latina. Anápio! Que feio!


20/09/2011

Querência Gremista

QUERÊNCIA GREMISTA:

Quem quiser saber quem sou
Olha o Olímpico azul
E grita junto comigo
Viva o dono do Sul
O lenço identifica
Qual a minha procedência
Sou do Rio Grande do Sul
E defendo a querência

Oh! Imortal
De glórias mil
Vencendo a todos
Pelo Brasil
Libertadores é a tua cara

Torcer bebendo vinho
Pois o Mundo é o caminho
Do Tricolor de Lara

Berço de muitos gaúchos
Torcedores mosqueteiros
Que com sangue e raça
Foram campeões brasileiros
Eu sou da mesma vertente
Que Deus saúde me mande
Que eu possa ver muitos gols
Do Imortal no Gigante

Te amo tanto
Campeão Gaúcho
Torcer por ti me dou o luxo
Grêmio amado
Planície à serra
Dos braços que me puxa
Da linda mulher gaúcha
Gremista da minha terra

Meu coração é pequeno
Porque Deus me fez assim
O Grêmio é bem maior
Mas cabe dentro de mim
Tenho alma castelhana

Agradeço ao meu senhor
Por ter correndo nas veias
Sangue herói tricolor


Eu sou gaúcho
De bumbo e manto
Sou tricolor e sigo cantando
Grêmio amado
Meu céu de anil
Este time do Rio Grande
A estrela brilhante
Do Mundo e do Brasil


Por: Diego Salton

18/09/2011

BR'11: Derrota aceitável?

Tudo errado, assim podemos definir a atuação gremista diante do Vasco em São Januário. A derrota começou cedo e terminou da pior forma, goleada. Não foi para qualquer clube, mas para o melhor clube do Brasil em 2011, mesmo assim esse tipo de derrota vem no pior momento, quando o clube esta reagindo na competição, isso pode interromper a evolução que tomava forma.


Primeiro tempo

Foto: Terra Esportes
O estádio São Januário estava lotado, tão cheio quanto o Vasco em inspiração. A equipe que sofreu com um início de campeonato estadual agonizante, vê na conquista da Copa do Brasil e na disputa pelos títulos da Sul-Americana e Brasileirão a chance de terminar o ano mais vitorioso da história do clube carioca.

Logo no início de jogo Elton abria o marcador para os donos da casa. Em um lance rápido, Éder Luis cruzou para o vascaíno pelo lado direito, este não perdeu tempo, passou com facilidade pela zaga gremista e estufou a rede após tirar de Victor.

Éder Luis estava inspirado, sendo a principal peça do ataque adversário. O Grêmio tentava encontrar um melhor jeito de sair com a bola rumo ao ataque, mas encontrava dificuldades. O Tricolor melhorava, mas não conseguia acertar o último lance, a paga pelos erros veio aos 33, de longe Felipe Bastos lançou na medida para Diego Souza, que corria pela esquerda, ele passou por Edcarlos com um drible bonito e chutou. Victor não conseguiu defender.


Segundo tempo

Foto: Terra Esportes
O Grêmio perdia por 2x0, mas não jogava mal, conseguindo inclusive propor um certo equilibrio em campo. No segundo tempo, entretanto, essa realidade não se confirmou. Logo aos sete minutos o Vasco chegou com força pela primeira vez no segundo tempo e fez, Diego Souza fez lançamento longo para Fagner no lado direito, o lateral cruzou para a área e Eder Luis, livre, marcou o terceiro.

O Vasco tomava conta do jogo e aos 17 fez o quarto. Mais uma vez pelo lado direito de ataque, Diego Souza passou por Fernando, já dentro da área, deixou para Fagner concluir. Ele acertou um chute forte e saiu para comemorar a goleada.

Mesmo com a grande vantagem no placar, o Vasco não se descuidou da marcação e continuou ameaçando o Grêmio, que não conseguia chegar com perigo no campo adversário. Celso Roth fez substituições, nenhuma, como de costume, ofensiva, fazendo com que o placar dilatado de 4x0 se confirmasse no apito final de uma derrota grosseira em São Januário.



FICHA TÉCNICA
VASCO 4 X 0 GRÊMIO
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de setembro de 2011, sábado
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Guilherme Camilo (MG) e Fábio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Dedé (Vasco); Saimon e Julio Cesar (Grêmio)
Gols:
VASCO: Elton, aos quatro, e Diego Souza, aos 33 minutos do primeiro tempo; Eder Luis, aos sete, e Fagner, aos 16 minutos do segundo tempo
VASCO: Fernando Prass, Fagner, Renato Silva, Dedé e Jumar; Eduardo Costa, Rômulo, Fellipe Bastos e Diego Souza (Allan); Eder Luis (Leandro) e Elton
Técnico: Cristóvão Borges
GRÊMIO: Víctor, Mário Fernandes, Edcarlos, Saimon e Julio Cesar; Fábio Rochemback, Fernando (Gabriel), Marquinhos, Douglas (Leandro) e Escudero (Adílson); André Lima
Técnico: Celso Roth


Resultado\ Próximo jogo

O Grêmio acabou na 12ª colocação, com 30 pontos. Já o Vasco assumiu a liderança do campeonato, com 45. Agora recebemos outro carioca, o Botafogo, em busca da reabilitação.



Vídeo:


15/09/2011

Mais um ano da jornada Imortal

Foto: http://www.gremio.net/

Estamos comemorando hoje, dia 15 de setembro de 2011, mais um ano do Imortal, o momento é de reestruturação. Faz quase 10 anos que "corremos atrás da máquina" para limpar a sujeira que deixaram no Clube no início de 2000.

Grandes projetos estão se tornando realidade, destacadamente a construção de nossa nova casa, além da liquidação de dividas antigas que irão possibilitar um maior investimento na "menina dos olhos" da instituição, o futebol.

Com certeza esse será um dos últimos anos do velho Grêmio de 2003-2004, é hora de reviver o espírito de 1909, quando goleamos nosso maior rival por 10x0; 1916 quando derrotamos o Uruguai; 1935 quando vencemos o Gre-Nal Farroupilha; 1959 quando goleamos o Boca Junior na Bombonera; 1960 quando derrubamos a Argentina; 1977 quando acabamos com a hegemonia do Inter no estado; 1981 no título Brasileiro; 1983 no título da Libertadores e do Mundo; 1989 no título da Copa do Brasil; 1990 no título da Supercopa do Brasil; 1994 com a segunda Copa do Brasil; 1995 com o título da Libertadores; 1996 com o Brasileirão e a Recopa; 1997 com a terceira Copa do Brasil e 2001 com a quarta.

O futuro que nos espera será brilhante, assim temos que crer. O Grêmio é Imortal e assim como a Fênix ressurge de suas próprias cinzas, não há nada que possa ser mais grandioso.

Milhares de glorias nos próximos 108 anos que virão. Parabéns GRÊMIO!

12/09/2011

BR'11: Será que dá para sonhar mais alto?


Recheado de suspense e expectativa, o confronto no Olímpico era fundamental na busca da recuperação no Brasileirão, por sorte passamos com louvor no desafio. No primeiro tempo dominamos e no segundo, mais equilibrado, superamos o adversário, que não era qualquer um, mas sim um postulante ao título nacional. Agora fica a questão, podemos sonhar mais alto? Acredito que sim.

O Grêmio está em plena recuperação na competição, se conseguir uma vitória diante do Vasco fora de casa começa a se destacar no segundo turno. Estamos a poucos pontos do G4, mas, como ficou comprovado no ano passado, não basta apenas conquistar a vaga, tem que ter planejamento.


Primeiro tempo
Foto: Lucas Uebel\Vipcomm
O Grêmio começou melhor, com as laterais fulminantes, o São Paulo não conseguia segurar o ímpeto de Mário Fernandes pela direita e Julio César pela esquerda (grande contratação de Pelaipe). Na marcação e investidas também se destacou Fernando, estava deixando a desejar, mas melhorou e já é postulante a vaga no time titular.

Chegamos primeiro ao gol, aos 24 minutos André Lima recebeu ótimo cruzamento pela direita e só teve o trabalho de escorar para as redes. Infelizmente a arbitragem assinalou irregularidade, alegando que o centroavante estava em posição de impedimento, era a primeira chance clara de gol, convertida pelo Imortal, estava quase.


Foto: Mauro Vieira\ClicEsportes
Não demorou para os gaúchos terem a segunda chance, aos 29 minutos Marquinhos foi derrubado dentro da área, pênalti temerário, mesmo assim nada foi marcado. O pior do erro é insistir no equivoco, depois de ignorar a penalidade o juiz ainda amarelou o meia gremista, não foi a primeira vez que isso aconteceu, a alguns jogos atrás Mário Fernandes havia sofrido a mesma cena, com cartão amarelo e tudo.

As chances não pararam por ai, mesmo sem muitos espaços era o Grêmio que ditava o ritmo da partida, ao final do jogo muita reclamação por parte dos mandantes e a certeza de que se voltássemos com o mesmo pique, sairíamos com a vitória.


Segundo tempo

O São Paulo voltou melhor, ai foi a vez do goleirão Victor demonstrar que voltou a sua melhor fase. Aos 4 minutos Dagoberto, algoz gremista, quase marcou, mas a muralha azul espalmou com precisão. Era o Grêmio consistente, aquele time que Celso Roth sempre consegue fazer no início de seus trabalhos, pena que não dura por muito tempo.

Foto: Mauro Vieira\ClicEsportes
Aos 19 quase gol do São Paulo. Casemiro mandou a bola para as redes, mas o arbitro Heber Roberto Lopes assinalou falta no volante Adilson na jogada que originou o lance, se redimia o carioca da burrada feita no primeiro tempo, ou melhor, apenas cumpria seu dever.

O Grêmio sentiu o medo da derrota e foi para cima, foi então que Julio Cesar fez uma jogada primorosa, foi ao fundo do campo e cruzou com perfeição para Douglas que completou para as redes de Rogério Ceni. Depois do gol mandante, os visitantes ensaiaram a pressão, foi assim até o final do jogo, com o Grêmio aguerrido mantendo o ótimo resultado e uma bela sequência de vitórias.



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 11 de setembro de 2011, domingo
Horário: 18 horas (de Brasília)
Renda: R$ 561.727,50
Público: 30.078
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Bruno Boschilia (PR)
Cartões amarelos: Marquinhos, Saimon, Julio Cesar, Douglas e Edcarlos (Grêmio); Juan, Casemiro e Dagoberto (São Paulo);
GOL: Douglas, aos 19 minutos do segundo tempo;
GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Saimon, Edcarlos e Julio Cesar; Fernando, Adilson, Marquinhos (Miralles), Douglas e Escudero; André Lima (Brandão)
Técnico: Celso Roth
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Casemiro (Jean), Carlinhos Paraíba e Cícero (Willian); Lucas e Dagoberto (Rivaldo)
Técnico: Adilson Batista



Resultado\Próximo jogo

Com a terceira vitória chegamos na 12ª posição com 30 pontos. Estamos nos distanciando da zona de rebaixamento, com 6 pontos de vantagem. Da Libertadores estamos com 7 a menos e 13 pontos nos separam da liderança da competição.

Nosso próximo jogo é pedreira. O duelo é contra o Vasco no estádio São Januário, a partida será dia 17 de setembro, às 18h.


Vídeo:


08/09/2011

Time Lapse - Arena do Grêmio



O site Targanski reuniu o time lapse do site da Arena do Grêmio em um vídeo postado no Youtube, o mais interessante é a quantidade de vezes que a obra parou por causa das chuvas. Com 31% do estádio concluído, as obras, mesmo com os contratempos, está a todo vapor, diferentemente de "outros estádios" que estão recém analisando o contrato.






Fonte: http://www.targanski.com/

BR'11: Grêmio vence o Bahia e arranca bem no segundo turno


Em mais uma bela atuação a equipe gremista venceu o Bahia fora de casa na estréia do técnico Joel Santana. A atuação foi novamente promissora, Celso Roth realmente parece ter posto um fim na má fase do grupo, rumando para uma nova situação na competição.

Primeiro tempo

Foto: ClicEsportes
A primeira etapa gremista foi arrasadora. Em 45 minutos o Grêmio fez tudo o que podia, passeou em campo e deixou os adversários, donos da casa, em situações que poderiam ter resultado em goleada, tal era a força ofensiva, principalmente com os meias Marquinhos, Douglas e Escudero.

Melhor no jogo, o Grêmio manteve a posse de bola por mais tempo e conseguiu, com aos poucos, conter Ricardinho e Carlos Alberto - principais jogadores do Bahia. No ataque assustou aos 19 minutos com Brandão, que recebeu boa bola de Douglas e, livre, chutou para a defesa de Tiago.

Não tardou para o primeiro gol sair. Aos 28 minutos, Julio Cesar recebeu de Escudero e cruzou da esquerda para Brandão. O centroavante entrou de cabeça e colocou na rede quebrando jejum de oito meses. Desde janeiro, quando atuava pelo Olympique de Marselha, o jogador não marcava.

E o Grêmio não parou. Manteve-se melhor na partida e abusou dos cruzamentos para Brandão, como foi treinado excessivamente no dia anterior. O segundo gol saiu em seguida. Douglas deu um elástico no marcador e cruzou. Brandão cabeceou na trave e Escudero encheu o pé, estufando a rede a 35 do primeiro tempo.


Segundo tempo
Foto: Gazeta Esportiva
Do intervalo, o Bahia retornou com Maranhão na lateral esquerda, passando Marcos para a direita. Joel Santana começou a forçar as jogadas sobre os laterais gremistas, deixando Souza e Reinaldo sobre os zagueiros Saimon e Edcarlos, na tentativa de eliminar qualquer cobertura e indefinir a marcação.

Aos 11 minutos, pênalti para o Bahia. Reinaldo caiu após choque com Edcarlos e o árbitro marcou falta inexistente dentro da área, prejuízo para os gaúchos, vez que o bahiano não errou, diminuindo para a equipe da casa, que via esperança no segundo tempo que recém havia começado.

Inverteu-se o controle da posse e o volume de finalizações. O segundo tempo foi todo do Bahia. Ainda assim, em contra-ataques, o Grêmio não abdicou de especular investidas. E soube assegurar o resultado construído no primeiro tempo, encerrando uma sequência de nove partidas sem vencer fora de casa pela competição nacional.



FICHA TÉCNICA
BAHIA 1X 2 GRÊMIO

Local: Estádio do Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 8 de setembro de 2011, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Lilian da Silva Bruno (RJ)
Cartões amarelos: Souza, Titi, Fabinho e Ricardinho (Bahia); Brandão, Mário Fernandes, Fábio Rochemback, Saimon e Victor (Grêmio)

GOLS: BAHIA: Souza, aos 12 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Brandão, aos 28, e Escudero, aos 35 minutos do primeiro tempo

BAHIA: Tiago; Jancarlos (Maranhão), Paulo Miranda, Titi e Marcos; Fahel, Fabinho, Ricardinho (Jones Carioca) e Carlos Alberto; Reinaldo e Souza (Júnior)
Técnico: Joel Santana

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Saimon, Edcarlos e Julio Cesar; Fernando, Fábio Rochemback, Marquinhos (Leandro), Douglas (Gabriel) e Escudero (Adilson); Brandão
Técnico: Celso Roth


Resultado\ Próximo jogo

Com a vitória, o Grêmio sobe para 27 pontos, na 13ª colocação. Voltamos a campo no Olímpico, contra o São Paulo, no dia 11 de setembro.



Vídeo:


04/09/2011

BR'11: Imponente, Grêmio derrota Atlético do Paraná

Depois do roubo ocorrido no estádio Pacaembu contra o Campeão Bra$ileiro de 2011, Corinthian$, o Grêmio voltou a ter grande atuação, desta vez diante do segundo maior clube do Paraná, em uma demonstração de que pode mais na competição. Neste domingo, o Tricolor goleou o Atlético-PR por 4 a 0, no Olímpico, com direito a show de André Lima, que fez três. Escudero também deixou a sua marca.


Primeiro tempo

Foto: Site oficial do Grêmio
Buscando se afastar da proximidade do Z4, o Imortal fez impecável partida diante do Furacão. Com imposição, controlou o jogo desde os minutos iniciais. Douglas, Escudero e André Lima foram os destaques que destruíram a defesa paranaense.

Logo no inicio de jogo André Lima já assustava os rubro-negros do Paraná. O centroavante recebeu bela bola de Escudero, que chutou forte de fora da área, e se jogou ao ataque, somente parando na bela defesa do goleiro Renan Rocha, principal destaque dos derrotados.

O Grêmio queria resolver o jogo rápido, assim Douglas deu um passe cirúrgico para Escudero começar a goleada, estufando as redes aos 19 minutos. Aos 32 minutos o argentino apareceria novamente, desta vez fez o papel de Douglas, servindo André Lima que fechava o 2x0 no primeiro tempo movimentado.


Segundo tempo

Foto: Site oficial do Grêmio
O Atlético-PR estava completamente perdido em campo, não por menos já que além da falta de qualidade da equipe e da atual situação, estreava com o novo técnico Antônio Lopes. Os fatores de jogo e extra campo eram todos favoráveis a mais gols azuis, e foi exatamente o que acabaria acontecendo.

Na volta para a segunda etapa permaneceu o total domínio do Grêmio e André Lima se consagrou como o protagonista do jogo, o atacante aproveitou bola rebatida e marcou o terceiro, em belo chute de fora da área aos 14 minutos.

A partida já estava liquidada, mas o centroavante, "Guerreiro Imortal", queria mais. Assim, aos 21 minutos, chamou a responsabilidade de cobrar penalidade sofrida pelo lateral-esquerdo Julio Cesar. O atacante converteu o seu terceiro, sepultando qualquer chance de o Atlético reagir.


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 4 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 4 de setembro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Simon Manis e Daniel Luis Marques (ambos de SP)
Cartões amarelos: Edcarlos e André Lima (Grêmio); Pablo e Fabrício (Atlético-PR)

Gols: GRÊMIO: Escudero, aos 19 minutos e André Lima, aos 32 minutos do primeiro tempo; André Lima, aos 15 minutos e aos 21 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Edcarlos, Saimon e Julio Cesar (Bruno Collaço); Fábio Rochemback, Fernando, Marquinhos, Douglas e Escudero; André Lima (Brandão)
Técnico: Celso Roth

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Fransérgio,Manoel, Fabrício; Wagner Diniz (Guerrón), Deivid, Cléber Santana, Marcinho (Wendell) e Paulinho; Madson (Edigar Junio) e Pablo
Técnico: Antônio Lopes


Resultado\ Próximo jogo

Com o resultado, chegamos a 24 pontos. Estamos nos distanciando da zona do rebaixamento. Agora temos a chance de acelerar na tabela no dia 8 de setembro, diante do Bahia em Salvador.



Vídeo:

01/09/2011

BR'11: Roubando, Corinthians derrotou o Grêmio no Pacaembu


Foi como sempre na história do Corinthians, roubado. Graças ao nosso "grande" Presidente Odone talvez o Grêmio tenha auxiliado o clube paulista, juntamente com o Flamengo, a ficar mais longos anos usurpando taças de competidores honestos e profissionais como nós, resta sentar e chorar, são "eles" que detém o poder, e fazem dele o que bem entendem.

Jogamos melhor, a superioridade gremista se traduz em um jogo que, se não somasse o fator jogo fora de casa e juiz comprado, teria tudo para ser vitória. A apresentação empolgante demonstra que, talvez, o time esteja voltando ao ritmo do segundo turno da temporada passada, quando Renato Portaluppi assumiu o comando técnico e víamos uma máquina de fazer pontos, mas, da mesma forma que em 2010, talvez seja tarde demais para o time engrenar em busca de pretensões maiores.


Primeiro tempo

Foto: Leo Pinheiro/ Terra Esportes
O jogo começou movimentado, logo na saída de bola o time porto-alegrense roubou a bola e foi para o ataque. Escudero desarmou o adversário e deu bom passe para Marquinhos, o meia entrou na área e, na hora de concluir, mandou para fora. Pouco depois o Corinthians respondeu, Alessandro chutou da entrada da área, a bola bateu na defesa e ricocheteou, com dificuldades Victor conseguiu tirar com uma das mãos, parece que o goleiro anda melhorando.

Aos 16 minutos um pênalti inexistente para o Corinthians, era o inicio da roubalheira no Pacaembu. A bola foi alçada na área, Adilson subiu para cortar e Emerson se atirou para cavar a penalidade máxima, o árbitro continuou a simulação cinematográfica colocando a bola quase dentro do gol gremista. Na cobrança de Chicão, gol dos donos da casa, e do campeonato comprado.

Depois do gol, o Grêmio parece ter sentido um pouco a desvantagem. Passou a ser pressionado, o ataque alvinegro só parava na bela atuação do goleiro Victor. Em um dos melhores lances do arqueiro, aos 25 minutos, Saimon escorregou na área, Liedson finalizou, mas o camisa 1 defendeu.
Aos 33, em um belo chute de Julio Cesar de longa distância, a bola ia em direção ao gol, mas o goleiro Júlio César conseguiu colocar para escanteio. Seis minutos depois Douglas cobrou falta e acertou um belo gol para empatar o jogo. O resultado permaneceu inalterado até o fim do primeiro tempo.



Segundo tempo

Foto: Leo Pinheiro/ Terra Esportes
Na segunda etapa os gremistas retornaram ao campo melhores que os corintianos. Os primeiros minutos foram de bons lances dos visitantes, mas a bola não entrava. Douglas quase conseguiu fazer seu segundo, mas desta vez Júlio César alcançou a bola, fez uma grande defesa, espalmando para escanteio.

Aos 20 minutos Paulinho recebeu de Jorge Henrique pelo lado direito da área e concluiu com força ao gol, sem chances para Victor, que foi na bola, mas não conseguiu espalmar. Dois minutos o Corinthians chegaria ao terceiro.
Jorge Henrique fez lançamento para a área e Liedson escorou para Ramon, que não tomou conhecimento na marcação e empurrou para as redes. Parecia que tudo conspirava a favor para o Corinthians, mas Liedson foi expulso. Aos 24, ele fez a segunda falta dura para levar o segundo amarelo e sair de campo.

Foto: Leo Pinheiro/ Terra Esportes
Com um a mais entraram Leandro e Brandão para as saídas de Escudero e Marquinhos. Aos 28 minutos, André Lima diminuiu a vantagem corintiana, em escanteio cobrado o centroavante, bem posicionado em frente ao gol e sem marcação, cabeceou e acertou.

O Cotinhians teve mais um expulso, o Grêmio seguia pressionando, mas o juiz fazia o possível para atrapalhar, juntamente com os bandeirinhas, que marcaram impedimento inexistente em chance clara de Leandro. O jogo terminava com um pênalti inexistente, muito roubo e decepção gaúcha em uma campeonato já comprado.



FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3X2 GRÊMIO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 31 de agosto de 2011 (quarta-feira)
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (GO) e Fábio Pereira (DF)
Cartões amarelos: Edenílson, Liedson (Corinthians); Adilson, Leandro, Douglas (Grêmio)
Cartões vermelhos: Liedson e Edenílson (Corinthians)
Gols: CORINTHIANS: Chicão, aos 16 minutos do primeiro tempo; Paulinho, aos 19, e Ramon, aos 22 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Douglas, aos 40 minutos do primeiro tempo; André Lima, aos 28 minutos do segundo tempo
Público: 16.588
Renda: R$ 439.924,00
CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Paulo André e Ramon (Welder); Ralf, Edenílson, Paulinho e Danilo (Jorge Henrique); Emerson (Wallace) e Liedson
Técnico: Tite
GRÊMIO: Victor; Adilson, Vilson (Edcarlos), Saimon e Julio Cesar; Fábio Rochemback, Fernando, Douglas, Marquinhos (Leandro) e Escudero (Brandão); André Lima
Técnico: Celso Roth




Resultado\ Próximo jogo

Na próxima rodada, o Grêmio enfrenta o Atlético Paranaense, atual time de Renato Portaluppi, no Olímpico no dia 4 de setembro. É a chance de vencer e embalar na competição.



Vídeo:

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011