Grêmiopédia - A enciclopédia do Grêmio

Acesse nosso novo site, a Grêmiopédia.

Todos os títulos do Grêmio

Como foram os grandes títulos do Imortal, do Mundial até os torneios internacionais.

A Conquista das Três Américas

Conheça a primeira conquista gremista das Américas nos anos 50.

Histórico de Confrontos

Confira o histórico de confrontos do Grêmio contra os mais variados times do Mundo.

Histórico de Campanhas

Histórico de campanhas gremistas na Libertadores, Brasileirão e outras competições.

O Dia em que o Grêmio venceu a URSS

Conheça essa façanha esquecida

31/03/2011

GAUCHÃO'11: Será que só eu enxergo?



Vejo a cada jogo mais a necessidade de CONTRATAÇÕES (no plural, diga-se). O Grêmio NÃO vai ganhar a Libertadores só com o que tem, é o mesmo que acreditar que o Jorge Wilstermann se classifica para a próxima fase da LA'11.

Gilson, Viçosa, Diego Clementino e afins não podem ser as apostas do clube em busca do título. Precisamos de jogadores experientes para não passar mais um vexame diante de um freguês ou pior, perder um possível futuro Gre-Nal nas fases seguintes da Libertadores da América, ou alguém tem dúvidas que eles estão melhor?


Primeiro tempo

Antes do primeiro minuto de partida o Juventude já assustava com Umberto, que mandou a bola na trave gremista. Até os 10 minutos foi sufoco para os tricolores que só conseguiram se livrar da pressão quando decidiram ir ao ataque.

Foto: Wesley Santos/Pressdigital/Especial para Terra

Quando o Grêmio começava a equilibrar a partida, aos 24 minutos, mais uma chance para os alviverdes com Gustavo. O jogador juventudista cabeceou na trava após cobrança de falta e quase marcou o seu. Talvez fosse até melhor ter tomado um gol cedo, melhor do que no fim da partida.

Aos 33 minutos Borges recebeu ótima bola de Lúcio e abriu o placar para os visitantes. Antes do final da partida mais chances do Tricolor, desperdiçadas.


Segundo tempo

Mal voltando do intervalo e o Juventude já conseguia marcar o seu. Aos 2 minutos Celsinho mandou para Zulu que cabeceou na trave, no rebote Julio Madureira  mandou uma bomba para o gol. Empate por pura despretensão do Grêmio na partida, será que é tão difícil para as "estrelas" do Tricolor se empenhar para ter uma boa classificação no estadual?

Foto: Wesley Santos/Pressdigital/Especial para Terra

Aos 10 minutos a esperança do Imortal, para mim um guri com capacidade de refazer no Grêmio a história que Giuliano fez no Inter de 2009, levando um time desorganizado e com o Roth no comando, ao título da Libertadores, fez o seu. O meia gremista recebeu a bola da defesa, driblou o goleiro e mandou para as redes, que gol!

Pouco depois do Grêmio marcar o segundo um jogador do Juventude foi expulso. Com um a mais o Tricolor relaxou, perdeu ótima chance com Borges aos 31 minutos e tomou a virada no finalzinho da partida no Jaconi.


Foto: Wesley Santos/Pressdigital/Especial para Terra

Aos 33 minutos a "aposta" gremista, Gilson, conseguiu o empate, para o Juventude. Em um cruzamento alviverde o lateral gremista mandou para o fundo do gol de Victor. Logo depois do gol contra, Gilson deu lugar a Vinícius Pacheco que, aos 44 minutos, entregou a bola de graça para Ramiro meter uma bomba e dar a vitória aos donos da casa.



FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 3 X 2 GRÊMIO

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Data: 30 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves
Assistentes: Marcelo Barison e José Inácio de Souza
Cartões amarelos: Fred, Cristiano, Rafael e Bressan (Juventude ); Fernando, Willian Magrão, Douglas e Lúcio (Grêmio )
Cartão vermelho: Rafael (Juventude );
Gols: Borges aos 32min 1ºT; Júlio Madureira a 1min 2ºT; Leandro aos 9min 2ºT; e Gilson (contra) aos 34min 2ºT e Ramiro aos 44min 2ºT.

JUVENTUDE : Jonatas; Celsinho (Bressan), Rafael, Fred e Alex Telles; Umberto, Gustavo (Jardel), Jander (Ramiro) e Cristiano; Júlio Madureira e Zulu
Técnico: Picolli

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Rafael Marques, Neuton e Gilson (Vinícius Pacheco); Fernando, Willian Magrão (Matheus Magro), Lúcio (Bruno Collaço) e Douglas; Leandro e Borges
Técnico: Renato Gaúcho


Resultado/Próximo jogo

Com a derrota paramos nos 9 pontos e terceira colocação do Grupo 2, mesma pontuação do Cruzeiro e com dois a menos que o Santa Cruz. Nossa próxima partida é contra o Veranópolis no estádio Olímpico. O jogo será domingo, às 16h, dia 03 de abril.



Vídeo:


É brabo ser mundialmente conhecido né?


Que o Grêmio está a 10 anos na seca ninguém esquece, mas clube que tem história ao invés de somente um período curto de glórias é e sempre será valorizado. Os europeus valorizam muito a tradição e história, no que diz respeito a futebol não seria diferente.

Ontem a noite o roqueiro Ozzy Osbourne se apresentou no mini-aterro com nada mais, nada menos que a BANDEIRA DO GRÊMIO além da nossa amada BANDEIRA DO RS . Não é o primeiro estrangeiro que curte o clube tricolor, nem será o último. Mais um para a Galeria de Torcedores Famosos do Imortal.




29/03/2011

HISTÓRIA: O Grêmio e a "Conquista das Três Américas"



Dentre as mais variadas façanhas do Imortal Tricolor, um clube que tem uma história rica e privilegiada, destaca-se a "Conquista das Três Américas". Nos anos 40 e 50 o Grêmio iniciava a expansão da marca nos países latinos, sendo a primeira grande excursão a América Central e logo após a América do Norte e do Sul.

Em 27 de novembro de 1949 o Imortal enfrentava seu primeiro jogo em solo centro-americano contra a Seleção Olímpica da Guatemala. O Resultado foi uma vitória por 2X1 para os gaúchos no início da excursão invicta que o clube fez ao continente caribenho.


Campanha:

27/11/1949 - Guatemala (Olímpica) 1x2 Grêmio
01/12/1949 - Guatemala 0x2 Grêmio
04/12/1949 - Guatemala (Olímpica) 3x5 Grêmio
08/12/1949 - Guatemala 0x4 Grêmio
11/12/1949 - Guatemala (Olímpica) 1x1 Grêmio
14/12/1949 - El Salvador (Olímpica) 1x4 Grêmio
18/12/1949 - El Salvador (Olímpica) 0x4 Grêmio
22/12/1949 - Honduras (Olímpica) 1x2 Grêmio
25/12/1949 - Costa Rica (Olímpica) 0x5 Grêmio

Sem perder nenhuma partida e empatar somente uma das nove disputadas, o Tricolor Gaúcho terminou sua grande série deixando o continente com a Taça El Presidente de Costa Rica conquistada na goleada por 5X0 sobre a Seleção Olímpica da Costa Rica e ótimas lembranças sobre o belo futebol apresentado dos anos 50.

O ótimo resultado da primeira campanha à América Central redeu ao o Grêmio uma nova excursão em 1953, desta vez para a América do Norte, onde novamente fez belas partidas, destacando-se a vitória por 3X1 sobre um dos maiores clubes do México, o América.

Campanha:

13/12/1953 - Necaxa 0x4 Grêmio
16/12/1953 - Martes 1x2 Grêmio
21/12/1953 - América 1x3 Grêmio
27/12/1953 - Toluca 2x2 Grêmio
30/12/1953 - Atlante 1x0 Grêmio
03/01/1954 - Tampico 1x1 Grêmio
10/01/1954 - Chivas Guadalajara 0x0 Grêmio

Dessa vez não foi de forma invicta, mas mesmo assim outro resultado muito favorável com três vitórias, três empate e uma derrota na conquista do Norte do Novo Mundo.

A campanha terminou com a última "América", a do Sul. O Grêmio fora convidado por equipes do Equador e Colômbia a participar quatro amistosos. Primeiro contra os equatorianos, duas vitórias e a Taça José Gonzalez Artigas para o Memorial Tricolor. Nos dois jogos seguintes seguimos nossa sina de não ter bons resultados contra equipes colombianas com um empate e uma derrota. Apesar do mal resultado nos dois últimos jogos a excursão foi, novamente, muito positiva.


Campanha:
13/01/1954 - Emelec 1x2 Grêmio
17/01/1954 - Barcelona 1x2 Grêmio
24/01/1954 - Milionarios 4x1 Grêmio
27/01/1954 - Independiente Medelin 0x0 Grêmio


Duas taças, treze vitórias, quatro empates e duas derrotas marcaram a histórica de mais uma façanha do Grêmio denominada "A conquista das Três Américas" que anos mais tarde voltaríamos a conquistar, dessa vez de forma oficial, com o título da Libertadores e da Copa Interamericana/Pan-Americana em 1983.


Grêmio, nada pode ser maior!

28/03/2011

GAUCHÃO'11: Voltando a ser Grêmio



Depois de um começo de ano conturbado parece que o Grêmio está começando a se encontrar em busca da excelência de 2010. Claro que é Gauchão, não é parâmetro, mas não vencer no estadual é sinal de que a coisa está feia mesmo, ganhar não é mais do que a obrigação.

Nesse domingo o jogo contra o Pelotas começou a aumentar o nível de dificuldade das partidas do Tricolor. Primeiro um jogo facílimo contra o Porto Alegre, depois o mesmo contra o Inter-SM, um jogo mediano contra Pelotas e Juventude para enfrentar uma equipe de Libertadores, o Junior, logo depois.


Primeiro tempo

O Grêmio entrou em campo desligado, enquanto errava passes e demasia o Pelotas aproveitava todas as jogadas com muita determinação. Apesar da diferença entre a vontade dos gremistas e a dos áureo-cerúleos, a qualidade técnica se manifestava.


Foto: Wesley Santos/Press Digital/Divulgação
As bolas não chegavam em Borges, talvez porque não tem a VELOCIDADE de um ATACANTE, que é o que precisamos CONTRATAR. Erros e mais erros faziam com que boas jogadas dos tricolores servissem apenas de contra-ataques liderados principalmente por Makelele, que foi o nome do Lobo na partida.

Com mais vontade, foi o Pelotas que chegou primeiro com perigo. Aos 20 minutos Sandro Sotilli recebeu na área gremista e, de cabeça, mandou pra fora. Logo depois Makelele mandou uma bomba contra o gol de Grohe, foi quase.


Foto: Wesley Santos/Press Digital/Divulgação
No meio do primeiro tempo Douglas conseguiu um escanteio para o Imortal. A cada cobrança a defesa pelotense proporcionava outra jogando a bola pela linha de fundo. Em uma delas a chance clara do Grêmio marcar com Rodolfo que cabeceou certo, mas o goleiro adversário fez grande defesa.

Aos 38 minutos Bruno Collaço mandou uma perto do gol do Pelotas, pouco depois Escudero mandou mais uma de cabeça, outra defesa do goleiro áureo-cerúleo. Fim do primeiro tempo que começou com Pelotas e acabou com Grêmio.


Segundo tempo

O técnico Renato não gostou nada do que viu em campo. Um time sem vontade e errando muito, principalmente com Douglas. Na volta saiu Escudero, mais uma vez com dores (esse jogador parece que só fica do departamento médico, Tchê!) e entrou o possível craque Leandro.


Foto: Wesley Santos/Press Digital/Divulgação
Mal começou a segunda etapa e o Grêmio já abria o placar. Aos 8 minutos Rodolfo cobrou uma falta na cabeça de Magrão que mandou direto para as redes. Um minuto depois Sandro Sotilli recebeu dentro da área e empatou a partida.

Demorou um pouco para o Grêmio reagir, principalmente porque o meio continuava errando bastante. Apesar da falta de vontade de alguns o mais novo craque do Olímpico entrou novamente com vontade. Aos 27 minutos, Leandro mandou um chute contra o gol do Pelotas, quase marcou o segundo do Grêmio.


Foto: Wesley Santos/Press Digital/Divulgação
Aos 28 minutos, Rodolfo recebeu bola aérea e mandou de cabeça para marcar o segundo do Imortal. Mesmo com o gol a tranquilidade foi deixada de lado, já que o Pelotas brigava de igual para igual e obrigou Portaluppi a proteger mais o time. Apesar de menos ofensivo era o Imortal que mais ameaçava, principalmente porque o Pelotas cansou no final. Aos 45 minutos deu tempo de Rafa Marques fazer o terceiro do Grêmio após cobrança de falta de Lúcio. Fecha a conta e passa a régua.


Resultado/ Próximo jogo

Com a vitória assumimos a liderança geral do campeonato, com 2 pontos a mais que o Inter. No Grupo 2 estamos na terceira posição, com 9 pontos, mesma pontuação do Cruzeiro que nos supera nos critérios e um ponto a menos que o Santa Cruz.

Nossa próxima partida é contra o Juventude no estádio Alfredo Jaconi em Caxias do Sul. O jogo que é atrasado será nessa quarta-feira, dia 30/03, às 20h. Caso o Grêmio venha a vencer e o Santa Cruz não vença seu jogo poderemos assumir a primeira colocação no Grupo 2 já na próxima rodada.




Vídeo:


25/03/2011

WALLPAPER: Do inferno já regressei..




Bala o wallpaper que eu encontrei na net, o autor não sei quem é, mas esse é o link onde estava. Com toda certeza, regressamos do inferno e já conhecemos muito bem o céu. Sempre contigo Grêmio!


OBS.: Para fazer o download é só clicar na imagem e copiar.

GAUCHÃO'11: Grande atuação nos 6X0 sobre o Inter-SM



Certo que foi "chutar cachorro morto", mas fazer o dever e se impor sobre os inferiores é obrigação de um clube do tamanho do Grêmio. A atuação de ontem demonstra uma pequena aparente reação do time/2011 em busca da excelência do time/2010.

O resultado foi elástico e não muito comum em jogos do Campeonato Gaúcho, que sempre tem jogos truncados. A imposição revela um Grêmio promissor, mas resultados contra o fraco Porto Alegre e Inter-SM não podem servir de parâmetro, na Libertadores há a grande possibilidade de termos Gre-Nal já nas oitavas, temos de estar preparados, mas CONTRATAÇÕES não chegam, estou preocupado com nosso ataque.


Primeiro tempo

Mal se teve tempo de sentar a frente da televisão ou na arquibancada do Monumental e o Imortal já abria o placar. Com 3 minutos o Grêmio recebia um pênalti após Gilson ser derrubado na área, na cobrança Douglas estufou as redes rubras. Grêmio 1X0 Inter-SM

Foto: Edu Andrade/Futura Press

O gol logo no início desmobilizou os gremistas e os vermelhos de Santa Maria começaram a esboçar uma reação. Aos 11 minutos Grohe fez uma boa defesa após o chute de Diego de fora da área. O Inter continuou pressionando e aos 21 minutos mandou mais uma perigosa para fora.

A volta de Mário no Grêmio foi com loros, aos 24 minutos o lateral recebeu um belo passe de calcanhar de Viçosa e fez um golaço mais bonito ainda. Nada mais promissor de que um garoto da base devidamente lapidado para ser uma jóia rara do futebol, esse zagueiro/leteral tem tudo para ser seleção, é muito habilidoso!

Foto: Lucas Uebel/Site do Grêmio/Divulgação

Com dois gols de vantagem o Grêmio voltou a diminuir o ritmo e os colorados começara a buscar o ataque novamente. Aos 35 minutos a bola bateu na mão de Rodolfo, pênalti. Na cobrança o goleiro gremista, que não é o titular, mas é um reserva a altura (melhor que muitos goleiros principais dos grandes do Brasil), defendeu a cobrança de Dinei.

Chances de pênalti não faltaram no jogo, principalmente para o Grêmio que teve vários lances duvidosos que o juiz não marcou.


Segundo tempo

Repetindo a história do primeiro tempo o Grêmio mal voltou e já fazia o terceiro. Aos 7 minutos de partida Júnior Viçosa recebeu um bom passe de Douglas, tirou do goleiro e mandou o terceiro. Grêmio 3X0 Internacional-SM

Foto: Roberto Vinícius/Futura Press

Depois do terceiro gol um jogador de defesa do colorado foi expulso e Renato fez substituição de Adilson por Leandro (promessa). Com um time super ofensivo e um Inter-SM acuado o Imortal teve completo controle da partida e marcou seu quarto gol aos 20 minutos. Em cobrança de escanteio de Douglas, Mário Fernandes quase marcou seu segundo, na sobra Rafa Marques mandou o quarto para as redes.

Da mesma forma que defendo a contratação de jogadores (principalmente um atacante) acredito que na base também temos grandes jogadores que devem ser utilizados. Simplesmente é inegável, como já mencionei, a qualidade de Mário Fernandes e Leandro, que entrou ontem, tem que ganhar sequência para mostrar seu potencial e reforçar o elenco para a LA'11, quem sabe não seja o nosso "Giuliano" e nos leve também a conquista da taça?

Foto: Edu Andrade/Futura Press

Aos 31 minutos o recém entrado Leandro marcou o seu. Vinícius Pacheco entrou na área e mandou rasteirinha para o guri marcar o seu primeiro no jogo. Aos 42 minutos mais Leandro, novamente recebendo de Pacheco e fechando a goleada. Grêmio 6X0 Inter-SM


Resultado/Próximo jogo

Com a vitória chegamos a 6 pontos em três jogos no Grupo 2, na terceira colocação. A nossa frente com 9 pontos o Cruzeiro, também com três jogos e o Santa Cruz com 10 pontos e quatro jogos disputados.

Nossa próxima partida é dia 30 de março, domingo, às 16h. O contra a equipe do Pelotas será no estádio da Boca do Lobo pela 5ª rodada da Taça Farroupilha.



Vídeo:

24/03/2011

MATUTANDO: E a Traffic?



No fim do ano passado o Grêmio firmou um pré-contrato de parceria com a empresa Traffic, que investe, entre outras coisas, em jogadores de futebol. O acordo que parecia ser pomposo está cada vez mais caído no esquecimento e o Tricolor parece fazer questão de não utilizar da parceira para a contratação de jogadores para o elenco, principalmente um substituto a altura de Jonas.

As boas relações entre Grêmio e Traffic nasceram antes da posse de Odone na presidência, mas a ajuda da empresa ao Flamengo na contratação de Ronaldinho conturbou as negociações e acendeu o sinal vermelho para os dirigentes gremistas. Coates, cotado para vir, não veio, Aimar, sondado, também não foi contratado, esse e tantos outros ficaram só na promessa.

Dos contratados com o auxilio da parceira somente Rodolfo chegou. Agora fala-se em Everton do Caxias, uma aposta no momento mais inconveniente, a Libertadores da América. Existem campeonatos específicos para um time fazer testes e apostas, os de pontos corridos, no mata-mata (que é o que enfrentaremos daqui por diante) não é lugar de arriscar a cabeça.

Jogadores de peso poderiam ter desembarcado no Olímpico com a ajuda da Traffic, como por exemplo Dagoberto ou Alex, ex-Inter, que foram somente sondados, extra-oficialmente. Com certeza esses dos em especial seriam a solução para a nossa maior fraqueza esse ano, o ataque. Não foi só no setor que o Imortal perdeu, na lateral esquerda Gilberto Silva poderia ter vindo se a empresa tivesse dado uma "mãozinha".

O certo é que cada vez mais é nebulosa a parceria, se existe ainda. O Grêmio carece de contratações para repor as baixas da nova temporada e diz que não tem dinheiro para contratar, mas ai vem à pergunta: E a Traffic?


"Quase" mudando de assunto

Enquanto o Grêmio tem medo de ousar o Inter vai disputar uma copa internacional com Milan, Barcelona e Bayern, a Copa Audi. Essa é como as tantas taças que cansamos de ganhar nos anos 80 e 90 e que hoje em dia nem lembram mais de nos convidar, normal dado que não conquistamos nada nos últimos anos. Somente copando seremos relembrados e poderemos voltar ao Velho Mundo e mostrar para os europeus, novamente, o que é futebol de raça.

21/03/2011

GAUCHÃO'11: Resultado previsível, atuação considerável



O resultado de domingo no Gaúcho foi o esperado. A equipe do A$$is é muito ruim, repito MUITO ruim mesmo. Se o POA estivesse na segundona com toda certeza não se classificaria para a elite do campeonato estadual.

O Grêmio fez o dever de casa, com uma atuação considerável dos reservas que demonstraram um bom futebol, mas o adversário não é parâmetro. A destacar o gol de Escudero que certamente veio para ser um dos grandes nomes do Grêmio de 2011, só falta oportunidade.


Primeiro tempo

Mal começou o jogo e o Grêmio dava uma amostra da superioridade, mesmo com os reservas. Aos 4 minutos de partida Mithyuê mandou para Escudero que marcou o seu primeiro no Imortal. O gol deu confiança a equipe que continuou atacando e buscando ampliar o resultado.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

Um gol apenas não satisfez o argentino gremista que continuou buscando o seu segundo. Apesar da qualidade, a falta de ritmo prejudicou o jogador que foi sempre perigoso na área do adversário. Quem sabe com a atuação do fim de semana o Renato não para de investir em barcos furados e coloca o hermano na em campo pela copa que os argentinos mais conhecem.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

Além de Escudero, Viçosa também demonstrou qualidade (que não consegue demonstrar contra clubes grandes). Teve bons ataques, perdeu no mínimo dois gols e ameaçou a defesa do POA o tempo todo com ataques em velocidade. Não demorou para transformar os ataques em gol, aos 27 minutos o atacante recebeu de Pessali e mandou de cabeça.



Segundo tempo

Na segunda etapa o Tricolor voltou impondo o ritmo novamente, mas aos poucos foi perdendo o controle da partida, principalmente na defesa, que só não foi vazada porque os jogadores adversários não tiveram capacidade de fazê-lo.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

No meio do segundo tempo Renato fez algumas substituições, dentre elas a entrada de Vinícius Pacheco que está sumido ultimamente. O jogador que veio do Flamengo tem qualidade, mas como a direção resolveu contratar TRÊS homens de meio, ao invés de buscar um zagueiro, um lateral esquerdo ou um atacante, acabou que Pacheco sobrou.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

Aos 38 minutos quase gol do POA, com boa defesa do goleiro gremista. A resposta veio aos 45 quando Vinícius Pacheco tirou o goleiro da jogada e marcou o terceiro do Grêmio. TOMA A$$IS!!

Ainda teve no jogo um gol do Porto Alegre anulado na primeira etapa, o lance gerou dúvida e muitas reclamações por parte dos jogadores.


Resultado/ Próximo jogo

Com o resultado chegamos a 3 pontos em nosso segundo jogo, contando que estamos com uma rodada atrasados na zona de classificação para a segunda fase não há o que se preocupar. Com quatro pontos na frente, o Lajeandense é quem assume a ponta do Grupo 2 com três jogos disputados.

Nossa próxima partida é nessa quinta-feira. O jogo que será realizado no estádio Olímpico contra o Inter-SM dia 24 de março, às 19h30mim pode nos deixar no máximo com o segundo lugar no grupo, já que o Lajeadense, líder, possui 7 pontos ganhos.



Vídeo:



18/03/2011

LA'11: Não nego, assusta!


A atuação de ontem angustia e assusta qualquer torcedor gremista, o time esta perdido e já não consegue vencer nem equipes de pouca qualidade. No ataque só a Direção ainda não viu que precisamos de um atacante de ofício, investir em jogadores que, mesmo com qualidade, não foram "lapidados" na base, como Júnior Viçosa e Diego Clementino, não nos levará nada além de mais um ano de decepção. Na lateral Gilson não precisa nem ser criticado, ele se auto denigre com a torcida a cada jogo e na zaga Rafa Marques não se arrumou com Rodolfo, mas creio em um bom final para a dupla.

A situação caótica vivida atualmente remete minha memória ao desorganizado Grêmio de Silas, espero que Renato organize novamente a equipe e que a Direção contrate, pelo menos, um atacante e um lateral esquerdo, pelo bem do Imortal nas próximas fases.


Primeiro tempo

O jogo começou feio para o Grêmio, contrariando o estilo que Renato introduziu no time, era um início com erros e imposição do dono da casa. O fraco León, que foi desdenhado pelo Junior de Barranquilla na primeira rodada (em casa), era quem demonstrava maior força nos primeiros instantes de jogo.


Foto: AP/Terra Esportes

O tempo passava e o jogo não rendia, os peruanos tentavam o ataque sem muita qualidade e os gremistas erravam no contra-golpe. Falta um atacante para fazer dupla a Borges, que sempre chega atrasado nas jogadas. Apesar da tarde sem inspiração, Carlos Alberto contrariava o time e demonstrava um futebol melhor do que em jogos anteriores, tanto é que, aos 27 minutos, marcou um gol, que foi anulado pela arbitragem.

Com o gol anulado o Grêmio ganhou confiança e começou a melhorar na partida, obrigando o goleiro peruano Flores a defesas complicadas. Foi então que quase no fim da primeira etapa, aos 44 minutos, Ferrari (que foi um dos destaques do León) mandou para Elias que, de cabeça, mandou para as redes. A jogada aérea é um sério problema do Grêmio/2011.


Segundo tempo

O Grêmio voltou melhor depois do intervalo. Antes do primeiro minuto de partida Borges concluiu para o gol e a bola passou muito perto do travessão do León. Poucos minutos depois veio a resposta peruana com Vigil que cabeceou para fora.

Foto: AP/Terra Esportes

Aos 9 minutos a superioridade gremista resultou em gol. Douglas mandou para Carlos Alberto fazer seu primeiro gol com a camisa do Tricolor. Na comemoração o eterno Kidiaba foi merecidamente destacado, pois lembrado não seria, já que JAMAIS esqueceremos.

Aos poucos os donos da casa começaram a equilibrar a partida e o goleiro Victor foi obrigado a fazer algumas defesas, sem muita dificuldade. Aos 29 minutos, entretanto, o goleiro gremista foi obrigado a tirar uma bola dos pés de Orejuella que quase deixou o León na frente novamente.

Foto: AP/Terra Esportes

O resultado não era bom para ambas as equipes, mas arriscar sair e tomar um gol não era a idéia dos jogadores. O medo de marcar o segundo e a tremenda falta de qualidade e entrosamento da equipe gremista decretou um simples empate contra o fraco time de Huánuco, enquanto isso o Junior de Barranquilla venceu o Oriente Petrolero e é o líder da chave com 100%.


Resultado/ Próximo jogo

Com o resultado chegamos a 7 pontos no Grupo 2, temos 5 pontos a menos que o Junior (líder da chave) e três acima do León. Restam apenas duas rodadas para as oitavas-de-final e só seremos o líder da chave se vencermos o Junior no Olímpico, vencermos o Oriente Petrolero fora e o lídr perder seus dois próximos enfrentamentos (sendo um contra o León em casa). Tá difícil!!

O próximo jogo pelo Gauchão é dia 20 de março, domingo, às 16h no Parque Lami em Porto Alegre. Nossa próxima partida é contra o Porto Alegre, vamos fazer um 10X0 no time do A$$is!!!! \o/

Pela Libertadores voltamos no dia 07 de abril, contra o Junior de Barranquilla no estádio Olímpico em Porto Alegre. O jogo será às 20h15min, quinta-feira.



Vídeo:

16/03/2011

Grêmio acerta com a Rede Globo



A notícia vem do vice-presidente do Grêmio, Eduardo Antonini, que publicou no seu Twitter hoje, quarta-feira, as seguintes frases:


"O Grêmio acaba de assinar com a Rede Globo contrato referente aos direitos de transmissao do Campeonato Brasileiro de Futebol"

"As receitas do novo contrato serão muito importantes para o atingimento do equilíbrio financeiro do clube, um dos objetivos de nossa gestão"


Como foi notíciado, o Grêmio tratava de forma independente seus direitos televisivos e foi o primeiro entre os clubes que abandonaram o Clube dos 13 a fechar negócio com a emissora.

Quais os valores? Quanto os outros grandes vão ganhar? Em especial o Corinthians e o Flamengo? Não teve propostas de outras emissoras? Perguntas que, possivelmente, as respostas não serão aquilo que queremos ouvir.

MATUNTANDO: Renato e o Fluminense



Já é pública a notícia do possível interesse do Fluminense em Renato Gaúcho. Não é de hoje que o clube carioca tem uma afinidade semelhante ao que Portaluppi tem no Grêmio, talvez sem louros, mas é uma relação muito promissora.

O Flu sempre cogita Renato para ser seu técnico, não por menos o treinador tenha passado pelo clube das Laranjeiras por diversas vezes colecionando o maior momento da história do Tricolor Carioca (o vice da Libertadores de 2008) e um dos piores com o quase rebaixamento logo depois.

Vincula-se que o Flu não teria entrado em contato com o técnico e nem sondado a possibilidade, mas com a notícia de Jorge Kajuru do Esporte Interativo, que toma foco principal na discussão, fica muito mais do que uma "pulga atrás da orelha" sobre o que pode acontecer com o comando técnico gremista.


Segue a conversa:

Kajuru: Renato, como você é um cara sério e eu te respeito, me diga uma coisa: o que eu falo sobre você no Fluminense? A chance é zero?
Renato: Eu não te falei nada, mas a chance é grande
Kajuru: Não entendi, desculpa...
Renato: Tem chance sim
Kajuru: Tem?
Renato: Tem, mas eu não te falei nada.


Tenho minhas dúvidas quanto à "lealdade" de qualquer pessoa relacionada ao futebol referente ao clube em que se encontra. Lealdade é coisa do tempo de Eurico Lara, hoje em dia o dinheiro fala mais alto, nesse caso os R$ 700.000,00 do ex-técnico Muricy Ramalho falam mais alto que os R$ 400.000,00 do Renato Portaluppi.

Não acho que o Grêmio deva subir o salário do técnico, mas gostaria de saber como seria tão fácil a saída do treinador. Não tem multa alta? Nada que possa impedir sua saída? Vai acabar como Jonas, Ronaldinho ou Maxi López que o Grêmio não conseguiu ter armas para manter?

A declaração foi dada e essa história de que não há conversa entre técnico e clube carioca e que a ligação foi um "trote" não cola mais. A torcida gremista tem de estar atenta quanto à eficiência da direção, para que outro ídolo não se torne, inocentemente, um mercenário, só porque quer uma vida melhor.

13/03/2011

JOGOS HISTÓRICOS: Grêmio 1X0 Seleção da Argentina 1960



Em 1959 em pleno estádio da La Bombonera em Buenos Aires, o Imortal vencia a poderosa equipe do Boca Juniors de goleada, 4X1 para o clube gaúcho. O placar contra a maior força do país hermano já era o prenúncio que grandes resultados estavam por vir.

No dia sete de setembro de 1960 o Grêmio recebia a campeã Pan-Americana e da Copa América do ano anterior, a Seleção Argentina, para a disputa de um amistoso no festejo de comemoração dos 57 anos do clube tricolor.

Os gremistas que já tinham obtido o grande resultado de 0X0 contra os hermanos da Seleção em 1956 e a derrota por 2X0 no ano de 1959 e não eram, obviamente, os favoritos. O impressionante ocorreu ao soar do apito final: Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense 1X0 Seleção Argentina de Futebol, resultado que marcou para sempre a história de um clube que viria a ser um dos únicos do Mundo a vencer a Celeste y Blanco.



DADOS DO JOGO
Local:Estádio Olímpico/RS
Data:07/09/1960
Árbitro:Luiz Spinetto
Gol:Marino (Grêmio)



 GRÊMIO
SELEÇÃO ARGENTINA
SUÍ
ROMA
FIGUEIRÓ
BRUNETTI
AIRTON
MARIOTTI
BRUNO
ARREDONDO
ORTUNHO
PEDUTO
ELTON
SAENZI
MILTON
CORBATTA
MARINO
BÉRON
VIEIRA
PIZUTTI
JUAREZ
CALLÁ
JURANDIR
BROOKERS
TÉCNICO: FOGUINHO
TÉCNICO:
VICTORIO SPINETTO





Equipe gremista de 1960

GAUCHÃO’11: Derrota pós título


Em um jogo com o time reserva e com titulares que ainda não se firmaram, o Grêmio perdeu pelo placar de 2X0 para a boa equipe do Cruzeiro, que demonstrou que veio para ficar na divisão principal do Campeonato Gaúcho.

A derrota pós título não era imprevisível, pois a equipe em campo além de ser reserva, não estava entrosada para a partida. Venceu o mais qualificado e o grupo mais entrosado.


Primeiro tempo

O Grêmio reserva entrou em campo com boa postura diante do Cruzeirinho. Com um bom passe de bola, algumas conclusões e Carlos Alberto melhor, parecia que seria possível segurar o ímpeto do adversário que havia vencido por duas vezes o Internacional.

Foto: Fernando Gomes/ClicRBS

Após os 10 minutos iniciais de partida o Grêmio começou a cair de produção e o Cruzeiro começou a tomar conta do jogo. Aos 14 minutos Jô quase fez o primeiro gol, com boa antecipação do goleiro gremista Matheus (que foi muito bem na partida). Depois da chance o Cruzeiro continuou atacando e, aos 22 minutos, marcou um gol que foi anulado pelo jogador estar em posição irregular.

A pressão do Zero de Porto Alegre surtiu efeito aos 30 minutos de partida. Em uma jogada próximo a área gremista, Diego Torres recebeu a bola e mandou direto para o gol. Grêmio 0X1 Cruzeiro.

O problema da falta de entrosamento e a pouca qualidade do ataque gremista com Clementino, do meio com Maylson e Carlos Alberto foram decisivos para a não reação do Grêmio até o final da primeira etapa da partida.


Segundo tempo

O técnico Renato, que já havia feito alterações na primeira parte da partida trocou também no segundo tempo. Sábia a idéia de aproveitar as jóias da base, pena que no lugar de Clementino não exista um garoto da confiança de Portaluppi.

Não deu nem tempo de ver se as alterações iriam fazer efeito e Carlos Alberto, que tem mais malandragem que futebol até então, se atirou na área adversária e foi expulso por simulação de pênalti. Renato saiu em defesa de sua aposta e também foi expulso.


Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

Mesmo com um a menos o Imortal foi em busca do empate. Apesar do time ter evoluído, o ataque continuava com a mesma falta de qualidade. Diego Clementino não tem as lapidações que as bases dos grandes clubes dão a seus jovens, talvez isso o prejudique no futebol de alto nível, o mesmo vale para o jovem Viçosa.

Aos 4 minutos de partida o Grêmio perdeu uma grande chance de deixar tudo igual no Olímpico. Maylson recebeu boa bola no ataque, mas mandou para fora. A resposta do Cruzeiro veio com Diego Torres que recebeu na área de Jô e mandou para o gol, o futuro provável substituto de Victor fez mais uma defesa aos 16 minutos.


Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

A pressão do Zero se consolidou com o segundo gol. O autor do primeiro gol, Diego Torres, mandou para Almir dentro da área e o cruzeirista mandou para o gol de Matheus. Grêmio 0X2 Cruzeiro.

Com o dois gols contra o Grêmio ficou mais agressivo e o Cruzeiro achava cada vez mais chances de contra ataque. Apesar do jogo mais aberto ambos os times não tiveram qualidade para concretizar as chances que surgiram até o último minuto de partida.


Resultado/Próximo jogo

Com a derrota não pontuamos no campeonato, pois só jogamos um jogo e no segundo turno zera tudo. O adversário de hoje, o Cruzeiro, é o líder com 6 pontos, pois além de vencer nós, os cruzeiristas haviam derrotado o POA, time do A$$is, por 8X0.

O próximo jogo pelo Gauchão é dia 20 de março, domingo, às 16h no Parque Lami em Porto Alegre. Nossa próxima partida é justamente contra o Porto Alegre, que foi humilhado pelo Cruzeiro na rodada anterior. A idéia é mobilizar a torcida para que o jogo seja como o que passou, quem sabe mais um 8X0 no time do A$$is???.

Antes do Gaúcho temos uma partida importantíssima pela Libertadores. Voltamos a jogar no dia 15/03. A primeira partida do returno do Grupo 2 será disputada no estádio Heraclio Taipa do Peru, contra o León. Uma vitória em Huánuco praticamente carimba o passaporte gremista para as oitavas-de-final da Libertadores 2011.


Vídeo:

10/03/2011

GAUCHÃO'11: A primeira Taça Piratini é nossa!


Como sempre foi e sempre será, o Grêmio conquistou o título no sofrimento, na raça. A taça da final contra o Caxias ficou no Olímpico não porque fomos melhores, mas porque a tradição copeira falou mais alto. O Caxias foi muito melhor, poderia ter resolvido o jogo no primeiro tempo se tivesse um pouco mais de sorte, o que por sorte (com o perdão da redundância) não ocorreu.


Primeiro tempo

O melhor jogo do primeiro turno do Gaúchão começou melhor para o time da serra. Quem imaginou que seria do Grêmio a iniciativa se surpreendeu com a posição ofensiva do Caxias, o grená saiu sem deixar chances do Imortal respirar. Até os 10 primeiros minutos só deu o adversário.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press
Após os minutos iniciais o Tricolor começou a se encontrar em campo e tentar esboçar uma reação. Aos 15 minutos Fábio Rochemback mandou uma bomba no gol grená, para boa defesa do goleiro adversário. Alguns minutos depois, mais Rock, desta vez sem o mesmo perigo.

No momento em que o jogo ficou equilibrado o Caxias abriu o placar aos 20 minutos, Itaqui mandou direto para as redes de Victor em uma belíssima cobrança de falta. Com o revés o time azul foi para o ataque e conseguiu marcar o seu, mas em posição irregular.

Foto: Edu Andrade/Futura Press

Carlos Alberto foi o primeiro alvo de Renato nas substituições, o meia estava muito mal no jogo mesmo jogando com muita vontade. Com Collaço no lugar o Grêmio foi para cima e deixou espaço para os caxienses marcarem o segundo com Gerley que recebeu na área e mandou contra Victor, que falhou.

O gol assustou os gremistas, mas William Magrão recebeu de fora da área e descontou para o Tricolor pouco depois. Um pouco de alívio para a torcida que estava apreensiva com a atuação de até então. Final do primeiro tempo.


Segundo tempo

Na segunda etapa o Caxias continuou com ritmo semelhante ao primeiro tempo. Itaqui mandou de fora da área e assustou os gremistas, alguns minutos depois Everton (que foi o grande nome do Caxias) criou uma boa chance, para uma defesa ainda melhor do goleiro gremista.

Foto: Edu Andrade/Futura Press

Como na primeira parte do jogo o Imortal equilibrou a partida. Rochemback cobrou uma falta com maestria e, na sobra, Douglas quase marcou o segundo. Logo depois André Lima finalizou deitado no chão e, de forma sofrida, a bola passou pertinho do gol.

Com o resultado na mão os grenás começaram a fazer "cera". O goleiro caia, na hora da substituição o jogador se atirava, qualquer encontrão era motivo de queda e assim por diante. O jogo começava a ficar para nós, principalmente após o gol de cabeça anulado de André Lima (que brigou feio com o bandeirinha).

Foto: Edu Andrade/Futura Press

Com a "cera" do meio da segunda etapa em diante, o Grêmio ganhou seis minutos de acréscimos para tentar o empate. Por sorte o gol veio com a peça principal do Tricolor, Lúcio; não foi o meia-lateral que marcou, mas com certeza foi o responsável pelo empate. Lúcio mandou para Borges que tentou entrar na área, no tumulto Rafa Marques achou a bola e salvou-nos.

Nos penaltis cresceu o goleiro da Seleção, Victor. Das três cobranças do Caxias o goleirão pegou duas, como os jogadores gremistas marcaram suas quatro cobranças, o Grêmio sagrou-se campeão da Taça Piratini de 2011.

Resultado/ Próximo jogo

Com o resultado estamos na final do Campeonato Gaúcho. Se vencermos também o segundo turno seremos campeões antecipados.

Nosso próximo jogo pelo Gauchão é dia 12/03, contra o Cruzeiro no estádio Olímpico, às 16h. Lembrando que na segunda fase da competição zera o marcador.

Pela Libertadores voltamos a jogar no dia 15/03. A primeira partida do returno do Grupo 2 será disputada no estádio Heraclio Taipa do Peru, contra o León novamente. Uma vitória em Huánuco praticamente carimba o passaporte gremista para as oitavas-de-final da Libertadores 2011.




Time da conquista



Foto da Taça



















Vídeo:











Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011