Grêmiopédia - A enciclopédia do Grêmio

Acesse nosso novo site, a Grêmiopédia.

Todos os títulos do Grêmio

Como foram os grandes títulos do Imortal, do Mundial até os torneios internacionais.

A Conquista das Três Américas

Conheça a primeira conquista gremista das Américas nos anos 50.

Histórico de Confrontos

Confira o histórico de confrontos do Grêmio contra os mais variados times do Mundo.

Histórico de Campanhas

Histórico de campanhas gremistas na Libertadores, Brasileirão e outras competições.

O Dia em que o Grêmio venceu a URSS

Conheça essa façanha esquecida

30/09/2010

Clubes Irmãos

Grêmio Porto Riesbach

Escudo da equipe

No ano 2002 o nosso primeiro presidente Niki Lütjens tinha a ideia de fundar um clube de futebol. O objetivo fundamental do time é o divertimento e viver a paixão pelo esse esporte maravilhoso nos gramados locais. Os atletas jogaram antigamente por vários clubes na área de Zurique, a maior cidade da Suíça.

No ano 2002 Grêmio Porto Riesbach estreiou na liga amadora FSFV (Fortschrittlicher Schweizerischer Fussball-Verband). Quarenta times participam nessa liga: 24 no campeonato principal, 7 no campeonato das mulheres e 9 times no campeonato dos seniores. Na primavera começam os tres campeonatos. O ano de futebol acaba com a copa no outono.

Porque o nome de Grêmio Porto Riesbach? A escolha do nome se deu na época em que a equipe júnior do Grêmio participava do torneio FIFA/Blue Stars Youth Cup, realizado na Suíça em Zurique. Uma competição de nível mundial conquistada pelo Grêmio em 2001. No ano 2002 o Tricolor perdeu para o Boca Juniors da Argentina na final. O nosso presidente de finanças Manuel Rieder, um dos organizadores da competição, conheceu a delegação gremista. Ele e os amigos ficaram fascinado pelo Clube Tricolor. Agora são todos "gremistas" de paixão.

Site: http://www.gremio.ch/



Kawasaki Frontale


Atual símbolo da equipe
Kawasaki Frontale é um clube de futebol japonês, localizado na cidade de Kawasaki, próximo à Tóquio. Foi fundado em 1955, ainda com o nome de Fujitsu Soccer Club. A partir de 1996, o time mudou para Kawasaki Frontale e tornou-se um clube de nível profissional. É o time japonês que mais se aproximou das finais da Liga dos Campeões da AFC. Durante muitos anos a equipe vestiu um uniforme idêntico ao do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense (inclusive o mesmo símbolo), como uma espécie de homenagem ao clube brasileiro. Atualmente o Kawasaki Frontale utiliza um outro uniforme, assemelhando-se muito ao segundo uniforme do Grêmio, adotando outro símbolo.



Antigo símbolo

Uniforme idêntico ao segundo do Grêmio nos anos 90




Estádio Todoroki Athletics




Clube Almagro
 
Símbolo da equipe

O Almagro é um dos clubes de futebol mais populares da Argentina. Foi fundado em 1911, no bairro de Almagro, em Buenos Aires. Atualmente disputa a segunda divisão da principal liga nacional argentina de futebol. As cores azul, preta e branca, assim como o Grêmio, fazem o uniforme do Almagro. A equipe argentina considera-se clube irmão do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, exatamente por essas semelhanças. Desde que a torcida Geral do Grêmio começou a ganhar destaque, principalmente pela famosa avalanche nas arquibancadas do Estádio Olímpico Monumental, iniciou-se um intercâmbio entre os torcedores dos dois clubes.


Camisa do clube

Títulos:

Campeonato Argentino (Segunda Divisão):
Nacional B:2004
Clausura-A:1996
Primeira-B:1968
Segunda Divisão:1937
Terceira Divisão: Primeira-C:1971


Estadio Tres de Febrero





Primeiro Fukushima


Escudo da equipe

Primeiro Kukushima é um clube de futebol criado em homenagem ao Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense um ano após o clube gaúcho disputar o Mundial de Clubes contra o Ajax da Holanda.



Camisa da equipe


Match Fit Academy


Match Fit Academy é um clube de futebol, principalmente feminino, criado em homenagem ao Grêmio nos Estados Unidos. A Equipe disputa a Super-Y League dos EUA e Canadá.

Site: http://www.matchfitacademy.net/




Grêmio Esportivo Jaciara



O Grêmio Esportivo Jaciara é um clube brasileiro de futebol do munícipio de Jaciara, no estado de Mato Grosso. Seu uniforme e escudo são baseados no do Grêmio de Porto Alegre.

Na Copa do Brasil de 2008 enfrentou a equipe do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense perdendo os dois jogos, o 1º por 1 x 0 e o 2º por 6 x 0.
A equipe foi fundada por gaúchos gremistas e até hoje preservam com orgulho a identificação com o Grêmio de Porto Alegre.


_________________________________________________________________________________
 
Estes e muitos outros clubes menores, desconhecidos ou já extintos, tem o Grêmio como a maior inspiração.
 
OBS.: Caso alguém saiba de algum outro clube que tem as mesmas cores, símbolo e/ou tenha sido fundado com o intuito de homenagear ao Grêmio, nos ajude postando nos comentários.

BR'10: Humilhamos o São Paulo



Tudo muda mesmo, a pouco tempo estávamos amargando o Z4 e agora goleando o tricampeão mundial. Tudo bem que o São Paulo não esta no melhor ano, mas será sempre o São Paulo. A vitória consolida um trabalho que foi contestado ou no mínimo duvidado por nós, o de Renato Portaluppi.



Primeiro tempo

Quem dera o primeiro tempo do Imortal ontem fosse sempre assim, dominamos o tricolor paulista e revivemos o Grêmio dos anos 90, que sufocava o adversário no seu campo defensivo deixando-o com um pavor sobrenatural.

O time estava desfalcado, mas demonstrou força. Logo aos 16 minutos, Lúcio recebeu de Jonas na cara do gol, mas não conseguiu passar por Rogério Ceni. Aos 28 minutos, Jonas perdeu outra grande oportunidade dentro da área.
Foto: Terra Esportes
O Grêmio não parava de apavorar o São Paulo que nada conseguia fazer para reagir. Aos 30 minutos, Lúcio cobrou escanteio, Paulão escorou de cabeça para Jonas que tocou André Lima fazer 1 a 0 para o Imortal. Depois do gol continuamos no mesmo ritmo e, aos 40 minutos, André Lima marcou o segundo. Em uma cobrança de falta, Edilson mandou para o centroavante estufar as redes.


Foto: Terra Esportes
Uns minutos depois do gol, em mais uma das roubadas descaradas em favor de times do "eixo do mal", o árbitro Ricardo Ribeiro marcou pênaliti inexistente para o Sampa. Marlos atirou-se no chão depois de passar por Gilson e Paulão. Rogério Ceni cobrou e marcou o primeiro dos paulistas.

Segundo tempo

Voltamos para a segunda etapa mandando, mesmo com o resultado injusto pela ladroagem da arbitragem, mas aos 7 minutos Cleber Santana cruzou para Marlos que chutou no canto de Victor. Partida injustamente empatada.

Foto: Terra Esportes
Depois do gol o jogo equilibrou, o Grêmio não sufocava mais os paulistas e eles, por sua vez, não estavam mais tão apavorados, mas deveriam. Aos 22 minutos, o juiz se redimiu, ou melhor, foi justo e marcou um pênalti claro para o Grêmio. Jonas cruzou da direita, Cleber Santana colocou a mão. O atacante foi para a cobrança e eu me desesperei, pois o mesmo já tinha perdido outras cobranças importantíssimas. O gremista, todavia, chutou forte no canto e marcou. Foi para calar minha boca!
Foto: Terra Esportes
Aos 29 minutos, Lúcio, que foi muito bem na partida (muito melhor mesmo que Fábio Santos) chutou contra o gol, Ceni falhou e largou a bola e, como não é bobo, Diego Clementino (que recem tinha entrado e em sua estreia) chutou para fazer o quarto do Imortal. Com o placar definido estávamos mais perto do quinto gol do que eles do terceiro. Grande vitória!



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 4 x 2 SÃO PAULO

Local:  Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data: 29 de setembro de 2010, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Helbert Costa Andrade e Jair Albano Félix (ambos de MG)
Público: 25.322 espectadores
Renda: R$ 317.277,50
Cartões amarelos: Paulão, André Lima, Vilson, Douglas e Rafael Marques (Grêmio); Alex Silva, Xandão, Casemiro e Cléber Santana (São Paulo)
Cartão vermelho: Alex Silva (São Paulo)
Gols:
GRÊMIO: André Lima, aos 29 e aos 39 minutos do primeiro tempo; Jonas, de pênalti, aos 23 minutos do segundo tempo; Diego Clementino, aos 28 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Rogério Ceni, de pênalti, aos 42 minutos do primeiro tempo; Marlos, aos 6 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Victor; Edilson, Paulão, Rafael Marques e Gílson; Vilson, Adilson (Willian Magrão), Lúcio e Douglas (Maylson); Jonas e André Lima (Diego Clementino)
Técnico: Renato Gaúcho
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Xandão (Bruno), Alex Silva e Miranda; Rodrigo Souto, Casemiro, Richarlyson, Lucas e Thiago Carleto (Cléber Santana); Marlos e Ricardo Oliveira
Técnico: Sérgio Baresi


Resultado/Artilharia

Com o resultado chegamos a 9ª colocação com 36 pontos, 11 a menos que o último do G3 e 10 a mais que o primeiro do Z4.

Se vencermos o Vitória, para mim o desafio mais difícil do segundo turno até então, poderemos chegar a 39 pontos e muito perto do nosso “amado” irmão Inter. Com uma vitória e tudo dando certo, ficaríamos a duas vitórias da vaga na Libertadores e a poucos pontos do lider também (não custa sonhar).

Com o gol de ontem, Jonas tem 14 gols no campeonato, 3 a mais que o segundo goleador, Bruno César.
Com o terceiro cartão amarelo, Douglas, Vilson, Rafael Marques, Paulão e André Lima não jogam a próxima. Fábio Rochemback e Borges estão no departamento médico e também não vão a campo.


Próximo jogo

Sábado, dia 2 de Outubro, às 16h00min, enfrentaremos o Vitória no estádio do Barradão na Bahia.




Vídeo:

29/09/2010

DOWNLOAD: Ícones para a área de trabalho



O blog ClicGrêmio eleborou alguns ícones para suas pastas e área de trabalho. Faça o download abaixo:


OBS.: Alguns ícones podem não funcionar em versões anteriores ao Windows 7.

27/09/2010

EXÉRCITO: Dois novos recrutamentos






JÚNIOR VIÇOSA


Nome: Luiz Severo Júnior
Nascido: Viçosa, 24 de julho de 1989
Altura e peso: 1,80m - 70kg
Função: Atacante
Clubes:
2009/2010 = ASA
2010 = Grêmio


"Sou um jogador de área, mas apareço também pelos lados. Estou feliz por ter vindo para o Grêmio e vou dar meu máximo. Gosto do Ronaldo, me inspiro nele. É um jogador de muitos títulos " disse Viçosa.




DIEGO CLEMENTINO

Nome: Diego José Clementino
Nascido: São Paulo, 18 de março de 1984
Altura e peso: 1,75m - 67kg
Função: Atacante
Títulos:
Campeão Brasileiro: 2003
Copa do Brasil: 2003
Campeonato Mineiro: 2003, 2006
Taça Guanabara: 2009
Clubes:
2003 = Cruzeiro
2003-2004 = Nacional da Madeira (emp.)
2005 = Paulista (emp.)
2005-2006 = Cruzeiro
2006-2007 = Nacional da Madeira (emp.)
2007 = Cruzeiro
2007 = Ipatinga
2008 = Cruzeiro
2009 = Botafogo
2009-2010 = Saba Qom
2010 = América-MG
2010 = Grêmio

É veloz, cai pelas pontas e pode ser um bom substituto para Jorge Henrique. Em contrapartida, não tem o costume de fazer muitos gols. Foi apelidade de "Serelepe Azul" nos tempos em que atuava pelo Cruzeiro, o apelido foi dado pelo narrador Alberto Rodrigues.
Em 2009 chegou ao Botafogo FR, a pedido do técnico Ney Franco, mas foi dispensado em junho do mesmo ano, devido suas fracas atuações com a camisa alvinegra.
Em 2010, após passagem por clube do Irã e uma passagem rápida pelo América de Minas Gerais, Diego foi contratado pelo Grêmio até maio de 2011, com opção de renovação.

BR'10: Terceira batalha seguida



Vencemos a terceira batalha fora de casa seguida, agora contra o abalado Atlético Mineiro. Tudo bem que o adversário era bem limitado, mais psicologicamente do que na técnica, mas os anteriores foram Avaí, que é muito difícil de vencer fora, e o Corinthians, que estava invicto em casa.


Primeiro tempo

O Grêmio começou fulminante, logo no primeiro minuto de jogo Jonas, o goleador do campeonato, marcou no rebote, após Renan, goleiro do Galo, ter defendido um chute de André Lima. Era o gol na hora mais bem vinda, pois impedia qualquer idéia tática proposta pelo adversário.

Foto: Terra Esporte
O Atlético tentava sem efetividade marcar o gol de empate, mas chutes fracos e sem direção eram a clara imagem do desespero dos mineiros pelo resultado. O Tricolor continuou melhor, e aos 15 minutos Gabriel recebeu de Douglas e chutou direto para o gol. Atlético 0X2 Grêmio


Foto: Terra Esporte
Mesmo com uma boa vantagem o Imortal perdeu grandes chances de marcar o terceiro, principalmente aos 21 minutos, quando André Lima perdeu um gol feito. Depois do susto os mineiros acordaram e perderam chances seguidas de ampliar. Entretanto, aos 30 mintos Tardelli cabeceou para o fundo das redes.


Segundo tempo

O Atlético começou com toda a iniciativa no segundo tempo. Logo aos 10 minutos quase tomamos um gol, mas temos VICTOR. Em uma jogada de Neto Berola o goleiro saiu do gol e tirou a bola dos pés do jogador. Logo após, defendeu uma bomba que tinha indereço certo.
Foto: Terra Esporte
A história do segundo tempo continuou a mesma, o Grêmio defendendo e o Galo atacando sem efetividade. Foi assim que terminou um jogo sonolento em que só o que mantinha os gremistas acordado era o medo de perder os 3 pontos, tão faceis de conquistar.



FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 x 2 GRÊMIO
Local: Arena do Jacaré, Sete Lagoas (MG)
Data: 26 de setembro de 2010, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Arílson Bispo da Anunciação (BA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)
Cartões amarelos: Serginho (Atlético-MG); Gabriel, Fábio Santos, Neuton, Rafael Marques e Fernando (Grêmio)
Público: 12.262 pagantes
Gols:
ATLÉTICO-MG: Diego Tardelli, aos 29 minutos do primeiro tempo
GRÊMIO: Jonas, a 1 minuto, e Gabriel, aos 14 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Rafael Cruz (Diego Macedo), Werley, Réver e Leandro; Zé Luís, Serginho, Ricardinho (Eron) e Daniel Carvalho; Diego Tardelli (Neto Berola) e Obina
Técnico: Dorival Júnior
GRÊMIO: Victor; Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback, Adilson (Neuton), Fernando (Roberson) e Douglas; Jonas e André Lima (Maylson)
Técnico: Renato Gaúcho


 
Resultado/Artilharia

Com o resultado estamos na 10ª colocação com 33 pontos. O Imortal esta a 11 pontos do G3 e a 7 do Z4. Com uma vitória poderemos chegar a 36 pontos na 8ª colocação.

Com o gol, Jonas continua como artilheiro do campeonato com 13 gols, três a mais que o segundo colocado, Bruno César.


Próximo jogo

Nosso próximo confronto é contra o São Paulo, no Olímpico. O jogo é dia 29 de setembro, às 22h00min.



Vídeo:

25/09/2010

DOWNLOAD: 1983 - O Ano Azul


1983, neste ano, o Grêmio Futebol Porto-Alegrense rompeu as fronteiras nacionais, ganhou a Libertadores da América e o campeonato mundial de clubes, em Tóquio. Esta última conquista, que em dezembro de 2008 completou 25 anos, é o tema do longa metragem 1983: O Ano Azul, que foi produzido pelo Grêmio. O filme foi dirigido por Carlos Gerbase e Augusto Malmann, com roteiro de Gerbase e Gustavo Fogaça, edição de Bruno Carvalho e produção executiva de Luciana Tomasi, todos profissionais conhecidos e gremistas fanáticos.



Ficha Técnica
Título original: 1983: O Ano Azul
Gênero: Documentário
Duração:
Lançamento (Brasil): 2009
Distribuição:
Direção: Carlos Gerbase e Augusto Mallmann
Assistente de direção: Gisele Farensi
Roteiro: Gustavo Fogaça e Carlos Gerbase
Supervisão geral: César Pacheco
Produção executiva: Luciana Tomasi
Direção de produção: Paula Gastaud de Oliveira
Co-produção: Grêmio Futebol Porto-Alegrense, Vortex Vídeo Produções
Música: Marcelo Fornazier, Régis Sam e Bruno Suman
Som: Rafael Rodrigues
Fotografia: Carlos Alberto Mattos e Edu Izquierdo
Direção de Arte: Fabrício Barros
Edição: Bruno Carvalho
Pesquisa: Fred Ruas
Formato: AVI
Duração: 90 minutos





Trailer:

23/09/2010

BR'10: Empate desolador



Quarta perdemos por sei lá cargas d’agua. Fomos melhores no primeiro tempo, fomos melhores no segundo, dominamos, mas o resultado caiu como uma bomba já que tudo indicava uma vitória muito bem conquistada.


Primeiro tempo

No começo do jogo, para alguns nem o tempo de sentar-se no estádio para assistir o espetáculo, Douglas já havia feito o crime. Aos 7 minutos, em um contra-ataque, Adilson roubou bola, passou para Souza até chegar a Jonas, o atacante faz um lançamento na medida para Douglas que marcou um golaço da entrada da área.

Foto: Terra Esportes
O Grêmio continuou ditando o ritmo enquanto o Flamengo tentava a reação. Após a segunda metade do primeiro tempo, de tanto tentar, o Fla começou a crescer na partida. Aos 33 minutos, Léo Moura passou pelo fraquíssimo Fábio Santos mandou para Kleberson, que marcou o gol. Grêmio 1X1 Flamengo.

O empate não era bem vindo, isso porque, além de ser dentro do Monumental, estavamos melhor em campo. É a hora de por fim a jogadores deficitários, o Grêmio já amargou muitas derrotas por culpa da deficiência individual de alguns atletas.


Segundo tempo

O Grêmio voltou bem novamente, com chances em cobrança de faltas para marcar desperdiçadas inclusive.
Aos nove minutos o Grêmio passou novamente a frente do marcador, Souza cobrou um escanteio, a bola desviou em André Lima e Jonas mandou para o gol. Parecia que o resultado só poderia ser ampliado, parecia.

Foto: Terra Esportes
São Victor não poderia ficar de fora. Aos 19 minutos Diogo chutou da esquerda, Visctor defendeu e, no rebote, Deivid quase chutou novamente, mas a muralha tricolor tirou a bola dos pés do jogador. Como se não bastasse, aos 21 minutos David Braz cabeceou e a bola bateu na trave e no peito de Victor.

O Flamengo botou Petkovic no lugar de Rodrigo Alvim, minutos depois o Rubro-Negro estava dominando a iniciativa. Aos 40 minutos Pet foi para o ataque, Victor saiu do gol e o meia deu um toque na bola, entrando livre para marcar. Antes disso o Grêmio havia perdido duas chances incríveis de ampliar a vantagem. Quem não marca leva!


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 x 2 FLAMENGO
Local:  Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data: 22 de setembro de 2010, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Ênio de Carvalho (DF) e Kleber Lúcio Gil (SC)
Público: 24.968 espectadores
Renda: R$ 310.953,50
Cartões amarelos: Deivid e Leonardo Moura (Flamengo)
Gols:
GRÊMIO: Douglas, aos 6 minutos do primeiro tempo; Jonas, aos 10 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Kleberson, aos 33 minutos do primeiro tempo; Petkovic, aos 40 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Victor; Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos (Lúcio); Ferdinando (Roberson), Adilson, Souza (Fernando) e Douglas; Jonas e André Lima
Técnico: Renato Gaúcho
FLAMENGO: Marcelo Lomba; Leonardo Moura, David, Ronaldo Angelim (Jean) e Rodrigo Alvim (Petkovic); Toró, Corrêa, Kleberson (Maldonado) e Renato Abreu; Diogo e Deivid
Técnico: Silas


Resultado/Artilharia

Com o resultado, estamos na 11ª colocação com 30 pontos (14 a menos do que o primeiro da Libertadores e 7 a mais que o primeiro rebaixado). Com o gol, Jonas continua como artilheiro do campeonato com 12 gols (2 a mais que os segundos colocados).


Próximo Jogo

No próximo confronto enfrentaremos o Atlético-MG em Minas (O Galo esta sem técnico e perdeu a última por 5X1). Em caso de vitória, podemos chegar a 9ª colocação com 33 pontos. Em caso de empate ou derrota, podemos chegar a 15ª colocação. O jogo será em Sete Lagoas, na Arena do Jacaré, domingo, 26 de setembro, às 18h30min.



Vídeo

21/09/2010

BR'10: Vence e convence



Agora sim, estou convencido que a sina de derrotas fora de casa acabou! Finalmente. Domingo o Grêmio venceu com autoridade o Avaí, na Ressacada, por 3x0 e demonstrou que derrotas fora como em 2009 estavam com os dias contados após a entrada de Portaluppi.


Primeiro tempo

O Grêmio iniciou a partida muito melhor do que vem iniciando no próprio Olímpico. Com a zaga titular e André Lima (que jogou tão bem que nem deu tempo de sentir saudades de Borges), o Tricolor estava muito melhor do que contra o Palmeiras.

Foto: Terra Esportes
O time catarinense não deixava por menos e atacava com perigo o gol de Victor. Aos 17 minutos, o goleiro gremista teve de se virar em 10 para fazer as defesas; na falha de Gabriel, Rafael Costa ficou com a bola e chutou forte de fora da área, Victor espalmou e, no rebote, o jogador catarinense chutou novamente, mas Victor mais uma vez defendeu.

O Grêmio seguiu pressionando e empilhando chances. Assim, aos 35 minutos, Jonas recebeu perto da área, driblou dois e chutou rasteiro para o gol. O gol no meio do primeiro tempo foi o grande lance da etapa, Jonas, como de costume, foi o grande nome do jogo.


Segundo tempo

Na segunda etapa o Grêmio voltou mais calmo, já que estávamos com o resultado a nosso favor e fora de casa. O jogo estava morno até os 19 minutos, pois foi ai que Douglas, em uma cobrança de falta, mandou a bola para a área e André Lima subiu para cabecear para o fundo das redes. Grêmio 2X0 Avai.

Foto: Terra Esportes
O Grêmio continuou ameaçando e defendendo bem, principalmente com o alemão Adilson. Aos 27 minutos, Douglas arrancou pela direita e lançou Jonas que limpou da defesa e fez o terceiro do Grêmio, e o segundo dele. Até o fim do jogo, como em todo o que já havia passado, mandamos no jogo e ganhamos a segunda fora. Graças a Deus!

Vencemos um time com a cara de Silas, assim poderia ser o Grêmio caso não tivesse feito uma limpa que começou por esse treinador, a Direção se mexeu tarde, mas a tempo de recuperar a alma castelhana do Imortal Tricolor dos Pampas.



FICHA TÉCNICA
AVAÍ 0 X 3 GRÊMIO

Local:  Estádio da Ressacada, Florianópolis (SC)
Data: 19 de setembro de 2010, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moisés (Fifa-RJ) e Ricardo de Almeida (RJ)
Cartões Amarelos: Leandro Bonfim (Avaí)
GOLS: GRÊMIO: Jonas, aos 35 minutos do primeiro tempo e aos 27 do segundo tempo; e André Lima, aos 19 minutos do segundo tempo
AVAÍ: Renan; Gabriel, Rafael (Sávio) e Léo San; Patric, Marcinho Guerreiro, Jéferson (Eltinho), Leandro Bonfim e Caio; Rafael Costa e Laércio (Marcelinho)
Técnico: Antônio Lopes
GRÊMIO: Victor; Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback, Adilson (Ferdinando), Souza (Róberson) e Douglas; Jonas e André Lima (Lúcio)
Técnico: Renato Gaúcho

 

Artilharia/ Resultado

Com a vitória sobre o Avaí, chegamos a 29 pontos e na 11º colocação no campeonato. Estamos a 11 pontos do G4 e 8 do Z4. Com os dois de domingo, Jonas é o artilheiro do campeonato com 11 gols, um a mais que Washington.


Próximo jogo

Nosso próximo jogo é contra o Flamengo, de Silas, no estádio Olímpico. Em caso de vitória, podemos chegar a 32 pontos na 8ª colocação. Se perdermos, chegaríamos, no máximo, a 15ª colocação.


Vídeo:

17/09/2010

EXÉRCITO: Uma baixa insubstituível




Uma péssima notícia saiu do estádio Olímpico, Borges ficará três meses longe dos gramados. Essa notícia além de ruim é ainda pior pelo momento do Tricolor.

Apesar de termos André Lima, que considero um bom jogador, não é o Borges. Ninguém que o Grêmio possa contratar é do nível dele. Isso demonstra o estrago que foi feito esse ano no nosso time, Meira com suas idéias totalmente adversas a do futebol destruiu o ano de 2010 tricolor.

O departamento de futebol busca opções que estão na série B.


OBS.: Como esta direção esta fissurada na segundona!

MATUTANDO: Carência mortal do Imortal





Depois da derrota para o Palmeiras, me pus a matutar sobre a situação do Imortal. De um lado toda a expectativa do 15 de setembro, do outro, a derrota vergonhosa para um time que não vencia a meses.

Pode parecer estranho, mas acredito que não exista um culpado para as más atuações do time, não existe um "Rodrigo" como a direção (que graças a Deus esta indo embora) quis encontrar. O pior de tudo é isso, não achar um culpado é o atestado de burrice que atinge torcida e direção, quando não há culpados não há a culpa e nem se encontra o que esta errado.

Muitos torcedores acreditam que o Souza tenha grande parte da culpa, todavia não apoio tal afirmativa. O Souza voltou mal, ninguém é hipócrita ao ponto de duvidar disso, mas ficou muito tempo parado e isso deveria ser levado em conta.

Teria maior culpado, caso fosse Souza o problema, que o próprio Renato Portaluppi? Acho que não, já que é ele quem escala o time.

Graças a Deus, nosso time já se livrou de nabas como Uendel, Ozéia, Gilson (até onde eu sei ele não entrará mais) e alguns outros que não me recordo. Já foi um grande passo livrar-se deles e de seus contratantes, mas a herança negra da dupla Silas & Meira não é tão fácil assim de acabar.

Nosso problema atualmente é que dependemos das individualidades para vender e convencer. Quando Victor não joga bem, perdemos, quando Douglas, Borges ou Jonas não desencantam o time não faz gols. Sem esquecermos de duas grandes figuras no time (que alguns torcedores teimam em criticar), Adilson e Ferdinando (que por alguns jogos detestei, mas que hoje vejo que é um dos grandes responsáveis por segurar o time adversário).

Portanto, o time necessita encarecidamente de um jogador que se destaque a toda partida. Um dia Douglas, outro Jonas, outro Victor e quando não se tem esse jogador "no seu dia", perdemos como nesta quarta para o Palmeiras.

Um time não deve ser tão dependente de tal fator, deve haver consistência, pois se destacar como um todo é ainda mais bonito.

16/09/2010

BR'10: Olímpico é terra de ninguém



Novamente amargamos uma derrota na nossa querência, não fosse só a derrota, mas a amarga sensação de ter perdido para um time que vinha de sucessivas más atuações, no dia dos 107 anos e no milésimo jogo do clube no Brasileirão. Tudo isso após vencer o Corinthians no Pacaembu, esperávamos muito mais do jogo, estamos MUITO decepcionado.


Primeiro tempo

O Grêmio começou pressionando o Palmeiras, mas sem efetividade, enquanto os visitantes tentavam furar a defesa e chegar até o gol de Victor. Até os 14 minutos era toma lá da cá, mas nesse minuto aconteceu aquilo que nenhum gremista estava esperando (pelo menos não tão cedo). Na cobrança de uma falta perigosa para o Palmeiras, Marcos Assunção cobrou e acertou o gol. Grêmio 0X1 Palmeiras

Foto: Terra Esportes
Aos 23 minutos, a balança pró paulistas começou a pender para o lado verde. A defesa do Palmeiras derrubou Jonas dentro da área, quando o mesmo iria receber um cruzamento de Fábio Santos para finalizar, mesmo assim, nada foi marcado.

Foto: Terra Esportes
O jogo continuou igual, com uma pequena superioridade do Grêmio, que teve diversas chances de empatar, mas não conseguiu. Na conta, o juiz nos deveu no mínimo dois pênalitis, mas do outro lado eram os paulistas, né!

 
Segundo tempo
 
No segundo tempo (quando nós achamos que iria ser tudo diferente), logo aos 3 minutos, Marcos Assunção cruzou para Ewerthon que cabeceou para as redes. O gol desmontava qualquer estratégia do Grêmio, impedindo alguma reação mais efetiva em busca do empate.

Foto: Terra Esportes
Mes mo com as adversidades o Imortal buscava um gol para, ai sim, tentar o empate, mas a falta de qualidade nas finalizações era nosso maior problema. O Palmeiras (que queria vencer a primeira com Felipão) só se defendia.
 
Quando menos esperávamos, aos 46 minutos, Jonas mandou uma bomba no fundo do gol. Não dava tempo de mais nada, se fosse a uns cinco minutos antes, talvez nossa sorte tivesse sido outra e nossa reação tivesse terminado com chave de ouro.
 


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 x 2 PALMEIRAS
Local:  Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data: 15 de setembro de 2010, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Público: 38.372
Renda: R$ 544.428,00
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Auxiliares: Ricardo de Almeida (RJ) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Cartões amarelos: Souza, Lúcio e André Lima (Grêmio); Kleber, Márcio Araújo e Valdívia (Palmeiras)
Gols: GRÊMIO: Jonas, aos 46 minutos do segundo tempo; PALMEIRAS: Marcos Assunção, aos 14 minutos do primeiro tempo; Ewerthon, aos 2 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Victor; Gabriel, Paulão, Neuton e Fábio Santos (Lúcio); Fábio Rochemback, Adilson (Roberson), Souza (Maylson) e Douglas; Jonas e André Lima
Técnico: Renato Gaúcho
PALMEIRAS: Deola; Vítor, Danilo, Maurício Ramos e Rivaldo; Edinho, Márcio Araújo, Marcos Assunção e Tinga (Pierre); Ewerthon (Valdívia) e Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolari
 

Situação/ Próximo Jogo/Artilharia
 
Com a derrota estamos na 13ª colocação com 26 pontos. Cinco a menos que o primeiro do Z4. Se vencermos o próximo jogo no dia 19/09, às 18h30min, contra o Avaí na Ressacada, podemos chegar a 29 pontos e na 8ª colocação. Em caso de derrota, não há perigo de voltarmos a zona do rebaixamento.

Sobre a artilharia, Jonas continua no pé do artilheiro (agora Washington). O gremista tem 9 gols enquanto o jogador do Fluminense tem 10.


Vídeo:


15/09/2010

107 anos de Imortalidade



Ah Grêmio! 107 anos de conquistas e sonhos, de vitórias históricas que morrem com os torcedores mais antigos, mas que são passadas de um para o outro como as histórias de Sócrates, permanecendo sempre vivas em nossa alma castelhana.

Grêmio da imortalidade, da garra, do coração pampeano de um povo que luta até no futebol, como se fosse a última luta do exército desesperado.

Tricolor do sonho vivo de sempre mostrar ao Mundo para que viemos e onde estaremos, mesmo que o apito soe contrário e que todos, inclusive os podres que acreditamos aliados, teimem em nos derrubar.

Campeão do Sul, da NOSSA TERRA, que por muitas vezes morreu, mas, quando menos esperávamos, renascia como a fênix para o delírio dos amantes e o desespero daqueles que, por ora, haviam saído vitoriosos.

Com o Grêmio, onde o Grêmio estiver! Foi o que disse a nossa torcedora mais ilustre, a IMORTALIDADE.


PARABÉNS GRÊMIO! 107 ANOS

14/09/2010

Novo investidor promete abalar as estruturas do velho olímpico


Notícia postada no blog do David Coimbra esta levando torcedores a um mundo completamente desconhecido para os gremistas da nova geração. A possibilidade de um investidor de peso (mas consistente, não ILS) deixam o torcedor gremista otimista com os próximos anos do clube.

Conforme David, a possível volta de Odone a presidência seria também a volta das grandes cifras ao Olímpico, algo em torno de 50 milhões para o clube.

O poderoso investidor não tem nome e nem é oficial, mas especula-se o nome de Jorge Gerdau.


No Blog do David Coimbra:

"O grupo de oposição que venceu as eleições do Conselho já está trabalhando para mudar o Grêmio em 2011.
Haverá novidades no time, é claro, mas também nas finanças.
Confirmada a eleição de Paulo Odone em outubro, um poderoso investidor firmará contrato com o clube.
Será um negócio de vulto, que alçará o orçamento do Grêmio aos píncaros.
Coisa de R$ 50 milhões.
Em breve, mais detalhes"

13/09/2010

BR'10: Inacreditavelmente Imortal



Sábado o Grêmio demonstrou novamente o porque da Imortalidade. O Grêmio, que a quase um ano não vencia fora de casa, ganhou do Corinthians, que a 20 e poucos jogos não perdia nos seus domínios. Além de vencer os alvinegros, vencemos da máfia do apito que teima, ano após ano, favorecer esse clube que, mesmo assim, é o virgem das Américas.


Primeiro tempo

O Grêmio iniciou mandando, como nos últimos jogos. No ataque éramos perigosos e na defesa implacável. Mal o jogo iniciou e já estávamos criando chances de marcar. Aos 28 minutos, Gabriel, que vem demonstrando ser uma grande contratação do Grêmio, mandou para o gol, a bola estava indo no canto da meta corintiana, mas Julio César defendeu.

Foto: Terra Esportes
O Grêmio tinha o domínio do jogo, já que Adilson e Ferdinando (acertou Renato ao escalá-lo) defendiam muito bem, deixando o meio criar com qualidade as jogadas. Douglas estava como a muito tempo (sem contar o último jogo) não se apresentava. Driblava, tocava, servia, dava show. Tanto foi o esbanjamento de qualidade que, aos 34, o meia entrou na área, colocou a bola entre as pernas do zagueiro corintiano e, com toda a qualidade do mundo, mandou um golaço no ângulo. Que gol!

O Imortal continuou com a mesma qualidade depois do gol e esteve muito perto de ampliar com Jonas que chutou pra fora um gol quase feito aos 46 minutos. Um banho de bola, estavam interessados os jogadores, queriam o resultado, assim a qualidade de cada um superou as do rival.


Segundo tempo

Se no primeiro tempo a técnica foi a protagonista, no segundo tempo a raça mandou no show. Não foi um segundo tempo de qualidade, foi de segurar o resultado. Diferentemente dos tempos de Silas, segurar o resultado não quer dizer se mandar para trás e esperar o gol adversário e sim esperá-los de frente dar carrinho e mandá-los de volta para o seu campo defensivo com medo de tomar o segundo gol, coisa de TIME GRANDE.

Foto: Terra Esportes
Logo no começo do segundo tempo, Vilson (em uma jogada normal dentro da área) foi expulso e o juiz (que estão roubando a fuder para o Corinthians esse ano) marcou pênalti para os paulistas. A justiça divina não falha e sabendo disso recebemos o presente chamado Victor para defender o nosso gol. Iarlei foi para a cobrança e o maior pegador de pênaltis do Brasil na atualidade defendeu mais uma para sua glória.

Logo depois do pênalti o Corinthians quase marcou, pois Elias recebeu de Bruno César e cruzou. Iarley, que estava na pequena área, finalizou, mas Rafael Marques, em cima da linha, salvou. Até o fim do jogo foram várias demonstrações de raça do time tricolor que deu um banho de técnica e raça, uma a cada tempo de jogo. Aprende ai gurizada e vê se para de roubar e aprendem a jogar, é bom eu garanto!



FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 x 1 GRÊMIO
Local:  Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 11 de setembro de 2010, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Público: 33.240
Renda: R$ 966.465,00
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Cartões Amarelos: Boquita (Corinthians); Ferdinando, Rafael Marques, Victor, Vilson e Borges (Grêmio) Cartão Vermelho: Vilson (Grêmio)
Gols: GRÊMIO: Douglas, aos 33 minutos do primeiro tempo
CORINTHIANS: Júlio César; Moacir (Danilo), Paulo André, William (Defederico) e Leandro Castán; Ralf (Boquita), Jucilei, Elias e Bruno César; Jorge Henrique e Iarley
Técnico: Adílson Batista
GRÊMIO: Victor; Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Adílson, Ferdinando, Souza e Douglas (Paulão); Jonas (Roberson) e Borges (Lúcio)
Técnico: Renato Gaúcho



Situação/Próximo jogo

Com o resultado, chegamos a 12ª colocação com 26 pontos, dois a menos que o oitavo colocado. Para a Libertadores estamos a 11 pontos. Em caso de vitória contra o Palmeiras, chegaríamos, no máximo, a 7ª colocação, com 29 pontos.

Nosso próximo jogo é contra o Palmeiras, no Olímpico Monumental, às 19h30min no dia 15 de setembro. Aliás, 15 de setembro é também o aniversário de 107 anos do Imortal, vamos lotar!



Vídeo:

12/09/2010

Renova Tricolor - Ao pé da letra



A chapa Renova Tricolor fez, no dia 11 de setembro de 2010, 50,42% dos votos para eleição do conselho do Grêmio.

Com o resultado e a cláusula de barreiras de 30%, a Renova Tricolor elegeu todos seus 150 conselheiros. Com isso, a oposição tem agora 275 membros contra 25 da situação, um verdadeiro massacre.

Paulo Odone, possível novo presidente

A cláusula de barreiras é o número mínimo que as chapas necessitam fazer para chegar ao conselho. Como nem a Dá-lhe Grêmio, situação, com 25,11%, e nem a Terceira Via (chapa nova sem nenhum membro no conselho) com 24,46% dos votos chegou a 30%, as duas ficaram de fora.

Impressionante foi que a Terceira Via, que nunca havia concorrido, quase fez o mesmo número de votos da Dá-lhe Grêmio, que é uma tradicional chapa do clube (de Koff e Cacalo, por exemplo).

No próximo dia 7 de outubro ocorre a eleição, agora para presidente. Os candidatos também precisam ultrapassar a cláusula de barreira de 30% na votação do conselho para então irem para o segundo turno, com o voto do associado.

A vitória de Paulo Odone é quase certa, já que a chapa da oposição possui quase todos os conselheiros do clube.


RESULTADO FINAL
Total de Votos4.624
Brancos3
Nulos6
Renova Tricolor 2.327 - 50,42%
Dá-lhe Grêmio 1159 - 25,11%
Terceira Via1129 - 24,4%

09/09/2010

BR'10: Para mim, vitória de Libertadores



Conseguimos uma "gordurinha" no campeonato, não é muito, mas o suficiente para, se o Galo perder, ficarmos até duas rodadas fora do Z4. A vitória em cima do Atlético-GO é uma demonstração de que, pelo menos, a obrigação esta sendo feita (vencer em casa).


Primeiro tempo
O Grêmio iniciou forte, marcando bem e atacando melhor ainda. Mesmo sem Rochemback, o Imortal jogou bem (antes não conseguia marcar sem ele), muito pela entrada de Roberson que esta se saindo muito bem no meio tricolor.

Mal o jogo havia começado e, em uma cobrança de falta, Douglas apareceu depois de um longo período de férias (o primeiro turno inteiro do BR10) e fez um golaço, metendo a bola no ângulo. O Grêmio continuou atacando e criando grandes chances com Borges, Jonas e, principalmente, Douglas, que fez grandes jogadas e animou com a atuação.

Foto: Terra Esportes
Sempre que o Atlético tentou, parou no grande Victor. Aliás, o goleirão voltou com tudo após a não convocação da seleção (era a motivação que ele precisava e que o Dunga, por birra, não deu). Defendendo de todas as formas, o arqueiro gremista demonstrou sua força, que só não é vista pela imprensa brazileira que não quer ver.

Mesmo com a bola apresentação, não balançamos mais as redes na primeira etapa, com o decorrer da partida, inclusive, o jogo esfriou, estavamos com o resultado "de Libertadores" nas mãos, não havia motivo para correr e desproteger a defesa.

Segundo tempo

O Grêmio voltou igual (não teria porque mudar mesmo), mas o Atlético fez uma mudança, Carlinhos Bala entrou na vaga de Anaílson. No primeiro lance, o Grêmio teve um pênalti marcado para si. Jonas (que esta disputando a artilharia) foi para a cobrança, mas chutou fraco e o goleiro Marcio, que já defendeu pênaltis contra nós outrora, pegou.

Jonas definitivamente NÃO pode ser o nosso cobrador de pênaltis, ele perdeu já umas, que eu lembre agora, quatro cobranças, sem falar da contra o Santos (o gol que teria nos dado o penta da Copa do Brasil, certamente). 

Foto: Terra Esportes
Depois do lance de azar, Jonas perdeu mais uma chance de marcar quando recebeu o lançamento de Douglas, tirou o goleiro da jogada, mas tocou para fora. O Grêmio continuou assustando os goianos até, mais ou menos, o meio do segundo tempo, mas daí para diante foi os visitantes que mandaram.

Apesar de jogar mal (acredito que seja pela preparação física do filho do Paixão) o Grêmio conseguia segurar o time adversário, mas não tinha como não temer o empate. Em um contra-ataque veio a glória. Borges recebeu um lançamento longo sozinho e, na frente do gol, mandou para as redes. Já aos 40 minutos. Faltando pouco mais de cinco minutos para terminar o jogo, já estavamos comemorando o resultado, como se fosse um jogo da Libertadores.


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 x 0 ATLÉTICO-GO

Local:  Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data: 8 de setembro de 2010, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: José de Caldas Souza (DF)
Auxiliares: Carlos Berckenbrock (Fifa-SC) e César Augusto de Oliveira Vaz (DF)
Público: 22.758 espectadores
Renda: R$ 298.221,50
Cartões amarelos: Douglas (Grêmio); Diguinho, Agenor, Victor Ferraz, Robston e Pituca (Atlético-GO)
Gols: GRÊMIO: Douglas, aos 7 minutos do primeiro tempo; Borges, aos 39 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Victor; Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Adilson, Souza, Douglas (Maylson) e Roberson (Leandro); Jonas (Lúcio) e Borges.
Técnico: Renato Gaúcho
ATLÉTICO-GO: Márcio; Victor Ferraz, Daniel Marques, Gílson e Thiago Feltri; Pituca, Agenor (Robston), Ramalho e Diguinho; Carlinhos Bala (Anaílson) e Pedro Paulo (Juninho).
Técnico: Renê Simões


Resultado\Próximo jogo

Com o resultado de momento, estamos com 23 pontos e na 14ª posição (mesma pontuação do Avaí, 13º). Em caso de derrota do Atlético-MG é grande as chances de ficarmos até duas rodadas fora do Z4 em caso de perdermos as duas próximas partidas.

No dia 11 de setembro, às 18h30min, no estádio Pacaembu enfrentamos o Corinthians. Caso vencermos os paulistas, podemos chegar a 26 pontos e a 9ª colocação. Se der empate, no máximo subiremos uma ou cairemos duas.


Vídeo:

06/09/2010

Música: Força Azul

FORÇA AZUL
Rui Biriva

Grêmio
Greminho meu amor
Meu querido
Eu te amo

A força azul do sul do sul
Brilha no sangue da raça
Pois o mundo é uma bola
Que a gente ganha na raça
Da-lhe alma castelhana
Grita o povo da geral
O mundo foi sempre azul
Foi deus quem fez ñ leve a mal
Eu quero gol bola na rede
Eu quero gol vamos ki vamos
A paixão no coração
Grêmio eu t amo
Eu quero gol bola na rede
Eu quero gol vamos que vamos
A paixão no coração
Grêmio eu t amo
Vai lá vai lá vai lá Grêmio
Vai lá vai lá vai lá Grêmio
Vai lá vai lá vai lá Grêmio
Vai lá vai lá vai lá Grêmio
Da lhe alma castelhana
Grita o povo da geral
O mundo foi sempre azul
Foi deus quem fez não leve a mal
Eu quero gol bola na rede
Eu quero gol vamos que vamos
A paixão no coração
Grêmio eu te amo
Eu quero gol bola na rede
Eu quero gol vamos que vamos
a paixão no coração
Grêmio eu te amo
Vai lá vai lá vai lá Grêmio
Vai lá vai lá vai lá Grêmio
Vai lá vai lá vai lá Grêmio
Vai lá vai lá vai lá Grêmio

Grêmio
Greminho meu amor
Meu querido
Eu te amo


Vídeo:




RELEMBRANDO: Grêmio 10X0 Inter - 1º Gre-Nal 1909



Jogo:

À época o Internacional era um clube recém fundado e escolheu o Grêmio como o seu primeiro adversário. A diretoria do Grêmio chegou a propor o embate entre seu segundo quadro contra o primeiro quadro do Inter - o que não foi aceito pela diretoria alvi-rubro. Azar deles!!!! 10 a 0 foi pouco. A equipe gremista, que tinha em seus quadros jogadores de vasta experiência, jogou com: Callfelz, Deppermann, Becker, Caris, Black, Mostardeiro, Brochado, Grünewald, Moreira, Booth e Schroeder.

O Inter atuou com: Poppe II, Portela, Simone, Vinholes, Pires, Wetternich, Pope I, Horácio, Cesar, Mendonça e Carvalho. Os gols foram marcados por Booth (5), Grünewald (4) e Moreira. A partida foi realizada na Baixada em 18 de Julho de 1909. O mais curioso é que a partida teve um quinteto na arbitragem: Waldemar Bromberg (arbitro principal), João de Castro e Silva e H. Sommer (bandeirinhas), Theobaldo Foengers e Theodoro Bugs (fiscais de gol - pois na época não existiam redes).



Fotos:

Suposta foto do primeiro clássico

Cartaz do jogo
Equipe gremista de 1909
Equipe colorada de 1909



 Vídeo:

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011