Grêmiopédia - A enciclopédia do Grêmio

Acesse nosso novo site, a Grêmiopédia.

Todos os títulos do Grêmio

Como foram os grandes títulos do Imortal, do Mundial até os torneios internacionais.

A Conquista das Três Américas

Conheça a primeira conquista gremista das Américas nos anos 50.

Histórico de Confrontos

Confira o histórico de confrontos do Grêmio contra os mais variados times do Mundo.

Histórico de Campanhas

Histórico de campanhas gremistas na Libertadores, Brasileirão e outras competições.

O Dia em que o Grêmio venceu a URSS

Conheça essa façanha esquecida

30/04/2010

CBR'10: Quase nas semifinais


O Grêmio alcançou um grande resultado nas quartas-de-final contra o Fluminense, não bastasse termos vencido fora de casa, ainda somamos um bom número de gols na casa do rival, o que nos coloca em franca vantagem para o jogo de volta em Porto Alegre. Como disse anteriormente, o time carioca não é parâmetro e até acredito que a Portuguesa tivesse sido um desafio maior para os gaúchos. Sem dois dos melhores jogadores, o Tricolor do Rio até que tentou, mas sucumbiu a qualidade do futebol do Pampa.

Agora voltamos nossa atenção exclusivamente ao jogo de volta pela final do Campeonato Gaúcho, temos pela frente o rival Internacional precisando do resultado, como perderam por 2x0 para o Imortal, agora precisam de um resultado igual ou por maior, vamos preparando a festa.


Primeiro tempo

Dentro de casa, o Fluminense tomou a iniciativa na partida. A primeira chance carioca foi logo aos 3 minutos, em grande bobeada de Douglas, Wellington Silva recebeu no ataque e finalizou contra o gol, mas Victor, seguro, fez a defesa.

Foto: Site Oficial do Fluminense
Aos 10, o Tricolor Carioca chegou de novo, novamente Wellington Silva, dessa vez arriscando da entrada da área, mandou a bola por cima da goleira do Grêmio. A resposta veio logo em seguida, aos 11 minutos, William Magrão chutou uma bola perigosa para a linha de fundo.

O jogo estava parelho, foi então que o Flu saiu na frente, Mariano cruzou para André Lima que mandou de cabeça sem piedade para as redes, aos 12 minutos. No lance seguinte quase empatamos, Jonas recebeu da entrada da área e mandou a bomba, mas o goleiro da casa defendeu. Aos 20, porém não tiveram como segurar, Jonas passou por dois marcadores e lançou para Douglas que tentou duas vezes e fez. Empatada a partida.

Foto: Site Oficial do Fluminense
Depois do gol o time ficou elétrico e já ensaiava a virada, Aos 24 minutos, Jonas driblou dois adversários e chutou cruzado para o gol, mas Rafael defendeu e, aos 26, Borges chegou forte, mas a bola foi por cima do gol. A segunda bola na rede aconteceu aos 30 minutos, Borges mandou para Jonas mandar a bomba e derrubar o barraco carioca.


Segundo tempo

Nos 45 minutos finais o Fluminense melhorou, mas, como na primeira etapa, foi o Grêmio que teve a primeira chance clara. Aos 11 minutos, Hugo recebeu boa bola de Borges e finalizou direto para o gol, mas não deu certo. Pouco depois os jogadores da casa pediram pênalti, mas o juiz disse que houve falta fora da área, mal cobrada, não levou perigo.

Foto: Site Oficial do Fluminense
O Fluminense começou a criar mais depois que Silas recuou o time com substituições defensivas, mas nada substancial. Aos 27 minutos Douglas se aproveitou do espaço dado e fez o segundo, em uma jogada primorosa, o meia saiu da marcação de dois jogadores e mandou no canto esquerdo.

Aos 35 minutos, depois de muita insistência, os cariocas conseguiram diminuir. Em uma bola tocada para a área, Equi Gonzalez mandou para o gol, com Victor batido no lance. Foi então que o Tricolor do Rio tentou o abafa, mas, com boa postura defensiva, conseguimos segurar o belo resultado.



FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2 x 3 GRÊMIO
Local: Estádio Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de abril de 2010, quinta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Renda: R$ 329.930,00
Público: 21.410
Árbitro: Francisco Nascimento (AL)
Assistentes: Alessandro Rocha (Fifa-BA) e Carlos Berkenbrock (Fifa-SC)
Cartões amarelos: Everton, Digão, Wellington Silva, Mariano, André Lima e Equi González (Fluminense); Rodrigo, Edílson, Willian Magrão, Borges, Jonas e Jonas (Grêmio)
Cartão vermelho: Rodrigo (Grêmio)
Gols: FLUMINENSE: André Lima, aos 12 minutos do primeiro tempo; Equi Gonazález, aos 32 minutos do segundo tempo; GRÊMIO: Douglas, aos 19, e Jonas, aos 31 minutos do primeiro tempo; Douglas, aos 27 o segundo tempo;
FLUMINENSE: Rafael; Gum, Digão (Equi Gonazález) e Leandro Euzébio; Mariano, Diguinho, Marquinho, Everton e Júlio César (Willians); Wellington Silva (Adeilson) e André Lima
Técnico: Muricy Ramalho
GRÊMIO: Victor; Edílson, Ozeia, Rodrigo e Neuton; Adilson, Willian Magrão (Hugo), Leandro (Rafael Marques) e Douglas; Jonas (Fábio Rochemback) e Borges
Técnico: Silas



Resultado/Próximo jogo

Com a vitória estamos a um passo das semifinais, o adversário sairá do confronto entre Santos e Atlético Mineiro. Temos ainda o jogo de volta em Porto Alegre, mas será difícil, com essa postura, tirarem a vaga de nós.

Nosso próximo combate é o último do Campeonato Gaúcho. Pela disputa da final da competição enfrentaremos o Internacional no estádio Olímpico Monumental, 29 de abril. Podemos perder por um gol de diferença que ficamos com a Taça.



Vídeo:


25/04/2010

GAUCHÃO'10: Vitória impecável e título muito perto


Fora de casa, no estádio do maior rival, o Grêmio teve atuação de luxo e aguarda o jogo de volta para ficar com mais um campeonato estadual. O Gre-Nal 380 foi um dos melhores da última década, com grande atuação de todos os setores do time e ainda a grata notícia que podemos ter um grande lateral-esquerdo oculto, Neuton.

Agora deixamos um pouco de lado a euforia do Gauchão e voltamos para a euforia da Copa do Brasil, em bela fase o Imortal vai em busca da classificação na competição nacional contra o Fluminense no Rio de Janeiro, o time tem estrelas, mas não tem elenco, não será muito difícil.


Primeiro tempo

O jogo começou duro, como todo Gre-Nal, mas aos poucos a panorâmica foi mudando e as equipes abriram mais seus times. Com ataques em alta, ambos evitavam ao máximo ficar atrás, o primeiro que chegou forte foi o Grêmio, aos 16 minutos Borges recebeu uma bola livre, mas errou.

Foto: Daniel Marenco
Logo depois foi a vez de Hugo arriscar uma cabeçada, também para fora. A resposta colorada veio logo em seguida, aos 3 minutos Walter passou por Mário Fernandes e concluiu para o gol, mas Victor fez a defesa. Toma lá dá cá era a filosofia do jogo.

Aos 21 minutos outra chance para os visitantes. Jonas teve grande chance para finalizar no gol de Abbondanzieri, mas desperdiçou. Melhor até então, o Tricolor foi perdendo espaço, mas o Inter apenas rondava a área, com dificuldades para furar o bloqueio.

Foto: Mauro Vieira
Até o final da primeira etapa foi a mesma história, o Inter com bastante posse de bola e a defesa gremista se sobrepondo ao ataque rival. O resultado não era bom para os donos da casa, enquanto para nós qualquer resultado que não a derrota, dentro de um campo tão difícil e em um clássico, não seria mau negócio, ainda mais decidindo em casa.


Segundo tempo

O jogo continuo da mesma forma como terminara os 45 minutos iniciais. Mesmo assim Jonas quase fez um no início, mas a bola bateu na trave. Do lado colorado o destaque estava sendo Walter, o garoto obrigou Victor a duas difíceis defesas.

Foto: Daniel Marenco
Aos 22 minutos o Grêmio ganhou um escanteio. Na cobrança a bola foi direta para dentro da área, mais precisamente na cabeça de Rodrigo, o zagueiro subiu mais que a defesa colorada e estufou as redes dos donos da casa, silêncio em quase todo estádio vermelho.

O Internacional tentou estabelecer um início de pressão, mas deixava espaços atrás, em um deles William Magrão mandou a segunda do Imortal na trave. Só que o segundo gol não pode ser evitado, mais efetivos, os gremistas fecharam a partida aos 42 minutos, com um gol de Borges e levam uma grande vantagem para casa.
Foto: Daniel Marenco
Podemos observar uma boa melhora da equipe comparando com o primeiro clássico de 2010 em Erechim, principalmente nos quesitos finalização e entrosamento, mas não devemos nos enganar, temos muito o que melhorar para nos mantermos no ritmo e conseguir enfrentar de igual para igual uma equipe forte como o Santos de Ganso, por exemplo.



FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0 x 2 GRÊMIO
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 25 de abril de 2010, domingo
Árbitro: Leonardo Gaciba
Assistentes: Altemir Hausmann e José Otávio Bittencourt
Cartões amarelos: Alecsandro, Guiñazu, Bolívar e Juan (I); Rodrigo, Leandro, Neuton e Victor (G);
GOLS: Rodrigo, aos 22, e Borges, aos 42 minutos do segundo tempo
INTER: Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Sorondo e Juan; Sandro (Edu), Guiñazu, Andrezinho (Giuliano) e D'Alessandro (Kleber Pereira); Walter e Alecsandro
Técnico: Jorge Fossati
GRÊMIO: Victor; Edílson, Mário Fernandes , Rodrigo e Neuton; Ferdinando (Adilson), Willian Magrão, Leandro (Fábio Rochemback) e Hugo (Ozeia); Jonas e Borges
Técnico: Silas



Resultado/Próximo jogo

Com a vitória o Grêmio põe uma das mãos na taça do estadual. Podemos perder por até um gol de diferença dentro do Olímpico que ficamos com o título.

Nossa próxima partida é pela Copa do Brasil, o jogo será contra a equipe do Fluminense, dia 28 de abril, quinta-feira, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. O jogo será no Rio de Janeiro.



Vídeo:


22/04/2010

CBR'10: Grêmio perde, mas segue adiante


Desligado, devido a grande vantagem que conquistou no Monumental, o Grêmio tomou um susto da equipe catarinense do Avaí e quase ficou sem a vaga. Porém, a derrota por 3x2 foi suficiente, já que o time podia perder por um gol de diferença. A instabilidade do grupo é preocupante, momentos bobos de alguns jogos põem a perder um jogo inteiro, será que Silas faz um bom trabalho? Não poderia fazer muito mais com o plantel que tem?

Agora seguimos a diante na competição, pegamos ou o Fluminense ou a Portuguesa, não sei o que é melhor, acredito que, mesmo sendo menores, os paulistas dariam mais trabalho ao Imortal, seria um ótimo teste para enfrentar, muito possivelmente, o Santos em uma semifinal.


Primeiro tempo

Os donos da casa estavam bem diferentes da partida no Olímpico, com um esquema organizado para o ataque, foi difícil segurar o adversário que veio para cima desde o primeiro instante de jogo. Na primeira boa chance da partida Robinho assustou Victor da entrada da área, seria assim durante todo primeiro tempo, um atacando e o goleiro gremista defendendo.

Foto: Ricardo Duarte
Acuado, o Grêmio só conseguiu chegar aos 15 minutos, mas levou perigo. Douglas fez grande jogada para Fábio Santos, o lateral-esquerdo mandou para Borges que, livre, mandou de cabeça, mas a bola saiu para fora. Cinco minutos depois mais visitantes, William Magrão chutou de fora da área, mas o goleiro Zé Carlos faz grande defesa.

Depois de um momento de preocupações com os ataques gremistas, o Avaí voltou a controlar o jogo. Aos 28 minutos Roberto deu um chute de fora da área e Victor fez bela defesa. Mais tarde, aos 37, o goleiro tricolor teve mais uma boa participação, Rafael conseguiu cabecear dentro da pequena área, mas a muralha salvou.

Foto: Flávio Neves
Ensaiando o gol desde o começo de jogo os donos da casa conseguiram balançar as redes, muito devido a grande ajuda dos gremistas, que simplesmente decidiram começar o intervalo mais cedo. Em uma sobra de bola perto da área, Davi lançou para Roberto que, livre, só teve o trabalho de empurrar para as redes aos 44 minutos. Íamos para o vestiário com a desvantagem.


Segundo tempo

O Grêmio tentou iniciar a etapa complementar atacando, mas foi o Avaí que teve o controle novamente. Em jogadas rápidas os dois times assustavam, O Tricolor chegou forte aos 3 minutos quando Leandro tentou concluir de dentro da área, mas Rafael interveio no lance.

Foto: Ricardo Duarte
Não durou muito a superioridade avaiana, aos 7 minutos Jonas estufou as redes visitantes, mas o gol foi anulado. O atacante completou de cabeça para as redes, mas fez falta. Não deu aos 7, mas deu aos 9, em bela jogada de Douglas, o zagueiro Rodrigo mandou a bola no travessão, no meio da confusão dentro da área Jonas abriu o marcador para os gaúchos.

Aos 27 minutos os donos da casa chegaram ao segundo gol, em uma bobeada da defesa, Roberto lançou para Laércio que mandou direto para colocar o Avaí na frente novamente. O Grêmio não ficou por muito tempo atrás no marcador e faz o segundo aos 32 minutos, Rochemback acertou um torpedo indefensável contra o gol de Zé Carlos.

Foto: Flávio Neves
 Silas resolveu mudar a equipe, colocou todo mundo para a defesa e chamou o Avaí para o ataque, coisa de técnico com mentalidade de time pequeno. O resultado demorou, mas aconteceu já nos acréscimos, aos 48 minutos Laércio fez o terceiro dos catarinenses e segundo dele, mas não dava mais tempo para nada, um minuto depois a partida foi finalizada.



FICHA TÉCNICA
AVAÍ 3 x 2 GRÊMIO
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 21 de abril de 2010, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Bruno Boschilia (ambos do PR)
Cartões amarelos: Medina e Marcinho Guerreiro (Avaí); Willian Magrão, Victor e Fábio Santos (Grêmio)
GOLS: Roberto, aos 44 minutos do primeiro tempo; Jonas, aos 9 minutos do segundo tempo; Laércio, aos 26; Fábio Rochemback ao 32 minutos do segundo tempo e Laércio aos 47 minutos do segundo tempo;
GRÊMIO: Victor; Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando, William Magrão (Fábio Rochemback), Leandro (Adilson) e Douglas; Jonas (Hugo) e Borges
Técnico: Silas
AVAÍ: AVAÍ: Zé Carlos; Émerson Nunes (Rodrigo), Rafael, Émerson e Uendel; Marcinho Guerreiro, Batista, Davi (Medina) e Robinho; Roberto e Cristian (Laércio)
Técnico: Péricles Chamusca


Resultado/Próximo jogo

Mesmo com a derrota chegamos às quartas-de-final, jogaremos com a Portuguesa ou contra o Fluminense, no primeiro jogo no Rio de Janeiro, a equipe carioca venceu por 1x0.

Nossa próxima partida é pela final do Campeonato Gaúcho de 2010, enfrentaremos a equipe do Internacional, campeão da Taça Fábio Koff, segundo turno, pois vencemos somente o primeiro turno, Taça Fernando Carvalho. O jogo será no Beira-Rio, dia 25 de abril.



Vídeo:


15/04/2010

CBR'10: Um passo para as quartas-de-final


A partida foi terrível, de péssima qualidade, mas no final vencemos a equipe do Avaí por 3x1 e estamos a um passo da próxima fase da competição. O que temia começa a se confirmar, o time não joga bem e o técnico pensa o contrário, os resultados não são os melhores mas os jogadores se enganam, a síndrome do time pequeno, trazida por Silas, está se estabelecendo. Olha a segundona!!

Agora teremos um tempo para trabalhar o time que jogará a volta no estádio da Ressacada em Santa Catarina, esperamos uma atuação mais empolgante, um empate estaria de bom tamanho, mas uma vitória poderia dar um pouco mais de confiança.


Primeiro tempo

O Avaí começou o jogo retrancado, com isso encontrávamos dificuldades para entrar na área adversária. Aos 9 minutos os gremistas conseguiram achar uma brecha para o ataque, Edilson cruzou pela direita para Borges, o centroavante recebeu e finalizou, mas a bola foi defendida, no rebote William Magrão mandou para fora.

Foto: Jefferson Botega
O Grêmio ensaiava o gol, aos 17 minutos quase que a primeira entra, Leandro recebeu bom cruzamento e assustou a defesa catarinense. Aos 19, porém, não foi só susto, Douglas cobrou escanteio e William Magrão cabeceou na trave e, no rebote, Jonas abriu o marcador.

Depois de uma confusão envolvendo o lance a equipe visitante voltou para o jogo, pelo menos teoricamente. O gol fez com que os jogadores do Avaí se perdessem em campo, se aproveitando disso e do fato de Caio ter sido expulso, o Grêmio conseguiu o segundo gol. Aos 28 minutos Borges recebeu de William Magrão, girou sobre o marcador e mandou para as redes.
 
Foto: Valdir Friolin
Os alviazuis só conseguiram chegar ao gol gremista pela primeira vez aos 38 minutos, sem problemas para Victor. E foi só o que conseguiram, mesmo jogando mal era do Imortal o pleno controle do jogo, não havia muito o que fazer no tempo restante, mas no segundo tempo dava para fazer mais.


Segundo tempo

O cartão de visita do segundo tempo foi dado pelos donos da casa. Aos 2 minutos Douglas chutou de fora da área, mas a bola foi para fora. O Avaí melhorava, com uma atuação mais convincente que a dos 45 minutos iniciais, mas nada que levasse perigo.

Foto: Jefferson Botega
Na pressão, o Grêmio conseguiu o terceiro. Aos 11 minutos, William Magrão mandou para dentro da área, Zé Carlos tentou tirar mais a bola ficou com Jonas. Impiedoso, o atacante mandou uma bomba para derrubar a reação catarinense e selar a vitória tricolor.

Despreocupado depois do gol o Tricolor bobeou. Aos 13 minutos Emerson Nunes finalizou para boa defesa de Victor, mas, no rebote, Robinho descontou para os visitantes. Aos 22 minutos quase o segundo, mas o goleiro gremista, caido no chão, salvou.

Foto: Valdir Friolin
O jogo ficava movimentado, mas sem qualidade. Aos 34 minutos, Douglas deu bom passe para Fábio Santos que cruzou para Borges que perdeu sua grande chance na partida. O Avaí também teve uma, aos 40 minutos Rafael recebeu sem marcação na pequena área, mas chutou para cima. Depois disso ambas as equipes não tiveram mais tempo de nada.



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 3x1 AVAÍ
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 14 de abril de 2010, quarta-feira
Árbitro: Alicio Pena Júnior (MG)
Assistentes: Marconi Vieira e Marcus Vinícius Gomes (ambos de MG)
Cartões amarelos: Ferdinando, Edílson, Leandro e Willian Magrão (Grêmio ); Marcinho Guerreiro, Vandinho e Batista (Avaí ).
Cartões vermelhos: Caio (Avaí ).
Gols: Jonas, aos 18, e Borges, aos 28 minutos do primeiro tempo; Jonas, aos 11, e Robinho, aos 12 minutos do segundo tempo.
GRÊMIO: Victor; Edílson (Ozeia), Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos ; Ferdinando (Adilson), William Magrão, Leandro (Mithyuê) e Douglas; Jonas e Borges
Técnico: Silas
AVAÍ: Zé Carlos; Rafael, Émerson Nunes e Gabriel; Patric, Marcinho Guerreiro, Batista (Rodrigo), Caio, Sávio (Roberto) e Uêndel; Vandinho (Robinho)
Técnico: Péricles Chamusca


Resultado/Próximo jogo

Com a vitória estamos a um passo das quartas-de-final. Como vencemos pelo placar de 3x1, podemos perder por 1 gol de diferença fora. Lembrando que o regulamento da competição abona o gol fora de casa.

Nosso próximo combate é contra o mesmo Avaí. O jogo de volta será em Santa Catarina, no estádio da Ressacada, dia 21 de abril.



Vídeo:


09/04/2010

GAUCHÃO'10: Derrota inconveniente


Da sequência de 15 vitórias o Grêmio poderia ter perdido em todas, menos o jogo de volta contra o Votoray e as fazes decisivas da Taça Fernando Carvalho, mas o pior aconteceu e o time fraquejou no momento mais impróprio da competição.

A derrota nos tira a chance de evitar uma final de estadual e, consequentemente, garantiria além do título, mais tranquilidade para a Copa do Brasil. O resultado já é ruim por si só, mas aponta segredos ainda piores da equipe de Silas, a falta de segurança em momentos decisivos, típico de times pequenos como o que o treinador costuma dirigir.


Primeiro tempo

O Grêmio iniciou a partida perturbado, bem diferente das apresentações anteriores, nos primeiros minutos de partida uma chuva de passes errados impediam qualquer construção por parte dos azuis. Como estava mal, a primeira chance foi do adversário, aos 12 minutos o Pelotas chegou com Alex Dias, que chutou a bola para fora.
Foto: Diego Vara
Minutos depois do primeiro lance, os áureo-cerúleos tiveram a resposta. Aos 15 minutos Bergson chutou na entrada da área, a bola bateu na defesa e ficou com William Magrão, o volante finalizou, mas Jonatas defendeu.

A melhor chance do Pelotas foi perdida aos 32 minutos de partida, o visitante Bruno Salvador recebeu uma bola primorosa dentro da pequena área, mas, livre, o jogador conseguiu errar em bola. Não houve tempo para lamentações, um minuto depois foi a vez do Grêmio surpreender. Maylson deu belo passe para Bergson que errou.
Foto: Diego Vara
O caldo engrossou quando, aos 43 minutos, Jonas foi derrubado dentro da área e o juiz mandou seguir. Repetindo o que aconteceu no jogo contra o Juventude, o Imortal fez justiça minutos depois. Aos 47 minutos, Edilson cobrou lateral, Bergson ficou com a bola e cruzou para Maylson que estufou o gol pelotense.


Segundo tempo

O jogo repetiu os 45 minutos iniciais, feio e sem criatividade, as melhores chances vinham de bola parada, principalmente por faltas, abundantes durante os 90 minutos. O Grêmio teve chance de ampliar logo aos 13 minutos, Edilson cruzou para Jonas que, de cabeça, mandou para fora.

Foto: Diego Vara
Era visível que o Tricolor não estava bem, assim o Pelotas foi para o abafa tentando o empate, que não demorou a chegar. Aos 20 minutos Victor cometeu pênalti em Thiago Duarte, o goleiro tentou defender, mas, devido a paradinha, ficou impossível alcançar a bola.

Com o gol voltamos ao ataque novamente. Aos 23 e 24 minutos Hugo e Maylson, respectivamente, finalizaram para fora. Logo após, aos 25 minutos a grande oportunidade, Maylson chutou de fora da área e a bola passou muito perto da trave.

Foto: Diego Vara
Deixando espaço atrás, o Grêmio pagou por sua petulância. Aos 32 minutos Clodoaldo fez bela jogada pela esquerda, mas Mário Fernandes o derrubou, dentro da área, pênalti marcado. Na cobrança, mais um gol para os visitantes, depois disso o time gremista morreu até o apito final.



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 x 2 PELOTAS
Local: Estádio Olímpico Monumental, em Porto Alegre (RS)
Data: 8 de abril de 2010, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Renda: R$ 227.539,00
Público: 11.724
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa
Assistentes: Marcelo Barison e João Lúcio Junior
Cartões amarelos: William Magrão, Victor e Mário Fernandes (G); Jonatas e Nonathas Costa (P);
Cartão vermelho: Douglas (G)
Gols: Maylson, aos 47 minutos o primeiro tempo; Tiago Duarte, aos 21 e aos 33 minutos do segundo tempo;
GRÊMIO: Victor; Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando, William Magrão, Maylson (Leandro) e Douglas; Jonas e Bérgson (Hugo)
Técnico: Silas
PELOTAS: Jonatas; Jonas, Bruno Salvador e Jonathas Costa; Maurinho, Gavião, Jucemar, Maicon Sapucaia e Pedro (Clodoaldo); Alex Dias (Sandro Sottili) e Tiago Duarte
Técnico: Beto Almeida


Resultado/Próximo jogo

Com a derrota perdemos muita coisa, primeiro acabou a série invicta no estádio Olímpico que já durava 51 jogos, segundo perdemos a oportunidade de conquistar o Gauchão de forma antecipada e terceiro, acabou a série da vitórias que já durava 15 jogos.

Agora aguardamos a partida válida pela Copa do Brasil, o primeiro jogo foi decidido por sorteio e será contra o Avaí no Olímpico. A partida será dia 14 de abril, às 21h50min.



Vídeo:


05/04/2010

GAUCHÃO'10: Grêmio vence Ju no Jaconi e enfrenta o Pelotas


Clássico é clássico, mesmo sem equipes de qualidade como a dos anos áureos de primeira divisão, o Juventude deu trabalho ao Imortal. No geral o Grêmio jogou melhor, mesmo fora de casa, apesar disso teremos que evoluir para não sucumbir ao Internacional em uma eventual final da Taça Fábio Koff.

Nossa próxima partida é contra o Pelotas em casa, agora perdeu está fora. Em busca de mais um jogo para se somar aos 51 de invencibilidade, o Tricolor enfrentará um time em evolução e que pode ser perigoso, mesmo dentro de nossos domínios.


Primeiro tempo

Quem começou no ataque foi o Juventude, jogando em casa e na obrigação de fazer pontos para não ficar fora da chance de título, a equipe alviverde chegou forte aos 4 minutos. Se aproveitando de erro de Edilson, Marcos Denner roubou a bola e lançou Calisto que chutou fraco para defesa de Victor. Depois minutos depois foi a vez de Bruno assustar.

Foto: Daniela Xu
Apesar de um bom início, os donos da casa diminuíram o ritmo, foi aí que os visitantes começaram a atacar. Em um primeiro lance, Douglas cobrou ótima falta e Jonas subiu para mandar a primeira para as redes, aos 11 minutos. O gol cedo deu ânimo aos tricolores que controlaram o jogo.

Depois do gol o Juventude chegou novamente, aos 14 minutos Calisto deixou Marcos Denner em uma ótima situação de gol dentro da área, mas Victor se jogou no chão para defender. Aos 19 minutos quase ampliamos, Bergson recebeu bom passe dentro da área e finalizou por cima. Um minuto depois William Magrão arriscou de fora da área, mas o goleiro Carlão fez a defesa, no rebote, Douglas quase fez, mas o goleiro alviverde tocou para escanteio.

Foto: Daniela Xu
Chances ainda existiram, mais para o Tricolor que para o Ju, mas todas desperdiçadas. Os ataques não tiveram uma boa atuação no meio do primeiro tempo até o final e a defesa também não estava bem, erros e mais erros, mas pelo menos terminamos vencendo.


Segundo tempo

Na segunda etapa os donos da casa voltaram melhores. Mais ofensivos, os juventudistas tiveram boa oportunidade para empatar logo no primeiro minuto e não desperdiçaram. Pelo lado direito Bruno mandou boa bola para Hiago, esse por sua vez tocou para Gustavo igualar o jogo.

Foto: Daniela Xu
Depois de fazer, o Juventude continuou pressionando em busca da virada. Calisto teve grande chance aos 4 minutos, o alviverde fez um chute cruzado que assustou Victor. A resposta gremista veio cinco minutos depois com Fábio Santos, o lateral-esquerdo serviu Maylson, na conclusão a bola bateu no braço da defesa, dentro da área, mas o juiz não marcou penalidade.

Se o juiz não é justo, Jonas é, aos 16 minutos o atacante dominou a bola dentro da área, e, com categoria, girou e chutou para as redes de Carlão. O gol foi um banho de desmotivação para os donos da casa, se até o momento pressionavam, depois disso a posição foi outra.

Foto: Daniela Xu
Com o adversário batido chegamos novamente aos 22 minutos, Jonas recebeu dentro da área juventudista e chutou prensado com Carlão, melhor para o goleio. O Grêmio controlava o jogo, mas a zaga gringa não dava muitos espaços para o ataque da capital, assim o resultado não se modificou até o apito final.


FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 1 X 2 GRÊMIO
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Data: 04 de abril de 2010, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Costa (RS)
Assistentes: Ricardo Conceição e Renata Schaefer (ambos do RS)
Cartões amarelos: Mário, Maylson (Grêmio); Bressan, Gustavo, Umberto, Tiago Renz, Ferreira (Juventude)
Gols: Jonas, aos 11 minutos do primeiro tempo e aos 16 minutos do segundo tempo. Gustavo, no primeiro minuto do segundo tempo.
JUVENTUDE: Carlão; Bressan (Thiago Renz), Ferreira e Jorge Fellipe; Bruno, Fred, Umberto, Gustavo (Júlio Paulista) e Calisto; Hiago (Maycon) e Marcos Denner.
Técnico: Osmar Loss
GRÊMIO: Victor; Edilson (Joilson), Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Adilson (Rochemback), Willian Magrão, Douglas e Maylson; Jonas (Hugo) e Bergson.
Técnico: Silas



Resultado/Próximo jogo

A vitória no Alfredo Jaconi leva o Imortal a uma grande marca, 15ª vitória seguida, acima da marca do técnico Orlando Fantoni de 1979. Da mesma forma, mantemos os 100% no segundo turno, com 21 pontos, e a liderança geral da competição.

Nosso próximo desafio é pelas quartas-de-final da Taça Fábio Koff, nosso jogo será contra o quarto colocada do Grupo 2, o Pelotas. Como temos a melhor campanha, o jogo será no Monumental, quinta-feira, dia 08 de abril, e vale o 52º jogo sem perder no estádio.



Vídeo:


02/04/2010

CBR'10: Que venha o Avaí


Nesta quinta-feira o Grêmio goleou os paulistas do Votoraty pelo placar de 3x0, o resultado amplia e consolida a bela campanha que o time vem desenhando. Era preciso só um empate, mas demonstrando superioridade, o Tricolor venceu e chega em alta para as disputas tanto do mata-mata estadual quanto das oitavas da competição contra o Avaí, que eliminou o Coritiba.

Voltamos agora para cumprir tabela, como já estamos classificados para a fase seguinte do Gauchão, jogaremos somente para manter a série de vitórias e ampliar a vantagem para os demais adversários do campeonato.


Primeiro tempo

Seguindo o rito, foi do Grêmio a primeira chance, quem saiu com a bola foi o Votoraty, mas logo os tricolores roubaram e foram para o ataque, William cruzou para Jonas que chutou de qualquer jeito. Logo depois veio a resposta paulista, Sidnei roubou de Fábio Santos e finalizou, foi por pouco, a bola bateu no travessão.

Foto: Diego Vara
Depois da bola na trave, o Imortal decidiu resolver a partida. Aos 15 minutos Douglas foi para o ataque e passou para Adilson, o volante mandou com categoria para Jonas que não perdoou, abrindo o marcador. Três minutos depois mais um gol e novamente começando por Douglas, o meia cobrou escanteio e, depois do bate-rebate, Maylson concluiu para fazer o segundo. Grêmio 2X0 Votoraty.

Com o gol, os tricolores resolveram administrar a partida, os visitantes tiveram mais coragem de atacar, mas parando na defesa. Helder tentou um chute de fora da área e Victor teve de espalmar, depois, aos 37 minutos, Marciano concluiu por cima do gol, assustando.


Segundo tempo

Na volta do vestiário o Votoraty proporcionou um lance bisonho, em uma bola atrasada para o goleiro Alex, a redonda foi venenosa contra o gol, quase gol contra dos visitantes. No lance o Imortal ganhou tiro indireto, Douglas rolou para o lateral-direito Edilson, mas ele chutou na barreira.

Foto: Diego Vara
O Grêmio só controlava, enquanto faltava qualidade aos paulistas, o jogo estava sonolento até que Maylson chutou boa bola pela para fora. Logo depois, aos 24 minutos, Douglas cobrou escanteio direto na cabeça de Rodrigo, o zagueiro só teve o trabalho de subir e cabecear para o fundo do gol.

Com o terceiro  o jogo estava liquidado, os adversários não conseguiam chegar em Victor e quem estava mais perto de fazer éramos nós. Dentre as chances, a mais clara foi aos 36 minutos, Bérgson mandou boa bola por cobertura, por muito pouco não entrou. Até o final da partida só dava Grêmio.



FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 3 x 0 VOTORATY
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 1 de abril de 2010, quarta-feira
Renda: R$ 167.905,00
Público: 14.140
Árbitro: Devarly do Rosário (ES)
Assistentes: Adaílson Pereira e Vanderson Zanotti (ambos do ES)
Cartões amarelos: Jonas e Rodrigo (Grêmio); Marco Aurélio e Alex (Votoraty)
GOLS: Jonas, aos 14 minutos, e Maylson, aos 18 minutos do primeiro tempo; Rodrigo, aos 23 minutos do segundo tempo;
GRÊMIO: Victor; Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando, Adilson, Maylson (Hugo) e Douglas; Jonas (Mithyuê) e William (Bergson)
Técnico: Silas
VOTORATY: Alex; Henrique, João Paulo e Anderson (Devas); Carlos Magno (Anderson Santos), Hélder, Sidnei, Neizinho, Marciano e Marco Aurélio (Alex Henrique); Paulo Kraus
Técnico: Fernando Diniz



Resultado/Próximo jogo

A vitória garante o Tricolor nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, nosso adversário será o Avaí que eliminou o Coxa. Essa foi a nossa 14 vitória seguida e estamos a 51 jogos invictos.

O próximo jogo será dia 04 de abril, desta vez é fora de casa. O jogo será no estádio Alfredo Jaconi em Caxias do Sul, contra o Juventude.



Vídeo:



Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011