Grêmiopédia - A enciclopédia do Grêmio

Acesse nosso novo site, a Grêmiopédia.

Todos os títulos do Grêmio

Como foram os grandes títulos do Imortal, do Mundial até os torneios internacionais.

A Conquista das Três Américas

Conheça a primeira conquista gremista das Américas nos anos 50.

Histórico de Confrontos

Confira o histórico de confrontos do Grêmio contra os mais variados times do Mundo.

Histórico de Campanhas

Histórico de campanhas gremistas na Libertadores, Brasileirão e outras competições.

O Dia em que o Grêmio venceu a URSS

Conheça essa façanha esquecida

28/10/2009

BR’09: Chance de Libertadores?


Com a vitória satisfatória sobre o Avaí na última rodada temos talvez a chance de sonhar com a Copa Libertadores novamente, pela frente outro jogo teoricamente fácil em São Paulo contra o Santo André (se não fosse o nosso eterno problema com os jogos fora).

O Tricolor está a duas vitórias da vaga, existem possibilidades, mas a partir de agora não dá mais para perder jogo. A atuação de hoje não foi grande coisa, na verdade o primeiro tempo foi bem ruim. Temos que fazer mais para vencer, GARRA, por favor!


Primeiro tempo

O Grêmio começou bem, tanto que a primeira chance foi tricolor, perdida por Perea (novidade). Todavia aos poucos os catarinenses começaram a se soltar e só não abriram o marcador pelas notáveis deficiências técnicas do time.

Com os gremistas perdidos em capo o Avaí quase balançou as redes, Eltinho cruzou para Luís Ricardo que perdeu uma chance incrível. Não foi só Luís que quase marcou, Caio mandou uma bomba contra o gol do Grêmio, passou raspado.

Foto: ClicEsportes
Finalmente aos 30 minutos o Imortal conseguiu marcar, não foi em uma bela jogada, mas na falta de qualidade do adversário. Eduardo Martini derrubou Perea que recebia lançamento de Tcheco, na cobrança o meia mandou para o gol, com paradinha. Grêmio 1X0 Avaí.

Aos 44 minutos os gremistas quase ampliaram com o argentino Maxi López. O centroavante recebeu perto da área e mandou contra o gol catarina, mas, no meio do gol, Eduardo Martini espalmou para fora.


Segundo tempo

O Avaí voltou mais ofensivo para a segunda etapa. Com a expulsão de Rochemback no meio do primeiro tempo o Grêmio estava em desvantagem, ou melhor, estaria se no gol não tivesse Victor. O goleiro gremista fez grandes defesas e demonstrou o porquê de já ser um ídolo no clube.

Foto: ClicEsportes
Aos 5 minutos Cristian cabeceou contra o gol de Victor, bem posicionado, o goleiro conseguiu fazer a defesa com os pés. Seis minutos depois mais uma bela defesa da Muralha Tricolor, Fernando mandou uma bomba de longe, o goleiro espalmou para escanteio.

Quando o Imortal estava mais próximo de levar o empate o centroavante Maxi López ampliou o placar gremista. Aos 15 minutos Souza mandou para Adilson que viu o argentino livre para marcar mais um. Grêmio 2X0 Avaí.

Foto: ClicEsportes
O segundo gol do Grêmio desesperou os catarinenses que se jogaram ao ataque. O espaço atrás foi aproveitado pela promessa gremista Douglas Costa. Aos 18 minutos o meia venceu os zagueiros e o goleiro Eduardo Martini e fechou o caixão dos visitantes.

Sabendo que não teria como recuperar o placar, sobrou ao Avaí fazer o gol de honra. Aos 32 minutos Léo Gago mandou para o gol de Victor e Émerson completou para as redes tricolores. Depois disso, nada mais.



FICHA TÉCNICA:
Grêmio 3 x 1 Avaí
Local:
Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de outubro de 2009, quarta-feira
Público: 9.391
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho (Fifa) e Marcelo Braz (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Perea, Adilson, Souza e Maxi López (G); Augusto e Eltinho (A)
Cartão vermelho: Fábio Rochemback (G)
Gols: Tcheco, aos 29 minutos do primeiro tempo, Maxi López, aos 15, e Souza, aos 17 minutos do segundo tempo; Émerson, aos 31 minutos do segundo tempo.
GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes (Saimon), Willian Thiego, Réver e Lúcio; Adilson, Fábio Rochemback, Tcheco e Souza (Maylson); Maxi López e Perea (Douglas Costa)
Técnico: Paulo Autuori
AVAÍ: Eduardo Martini; Augusto (Fabinho Capixaba), Rogélio e Emerson; Luís Ricardo (Jandison), Ferdinando, Léo Gago, Marquinhos, Caio e Eltinho; Leonardo (Cristian)
Técnico: Silas


Resultado\ Próximo jogo

Com a vitória chegamos a 47 pontos, a cinco pontos do G4, na sétima colocação do campeonato. Duas vitórias nos jogos contra o Santo André fora e São Paulo em casa nos colocam de volta na briga.

Nossa próxima partida é em São Paulo. O jogo será no estádio Bruno José Daniel,  contra o Santo André, às 18h30min, dia 1º de novembro.





Vídeo:



27/10/2009

Grêmio 5X0 Seleção Olímpica da Costa Rica - Copa El Presidente de Costa Rica 1949


Em 1949 a equipe gremista disputou vários jogos na América Central. Jogando contra diversas seleções como Honduras, El Salvador e Guatemala, naquilo que posteriormente se chamou de "A Conquista das Três Américas".

Na primeira excursão dos gremistas pelo centro do continente, fora disputado, na Costa Rica, a Copa El Presidente de la Republica de Costa Rica. Na oportunidade o Grêmio venceu a Seleção Olímpica da Costa Rica com uma goleada de 5X0 ficando assim com o segundo título internacional do clube.



DADOS DO JOGO
Local:San José/ Costa Rica
Data:25/12/1949
Placar:Sel.Olímp. Costa Rica 0X5 Grêmio
Gols:Desconhecidos


Equipe gremista de 1949

26/10/2009

BR'09: Fim da linha?



A derrota contra o Internacional ontem praticamente finaliza o campeonato para o Grêmio. Se já não bastasse perder o quarto clássico de cinco disputados no ano, o Tricolor vê as chances de vaga na Libertadores praticamente impossível.

A idéia é aproveitar o fracasso de 2009 para planejar um 2010 mais azul. Na Libertadores o primeiro grande adversário eliminou-nos, no Gaúchão não passamos pelo maior rival e no Brasileiro só não fracassamos fora para o Náutico porque consegue ser pior do que qualquer outro time da primeira divisão, é hora de uma séria avaliação de todo futebol do clube e, principalmente, daquele que contrata.


Primeiro tempo

Mal os gremistas tinham sentado nas arquibancadas do Beira-Rio e o Internacional já abria o marcador. Alecsandro serviu o argentino D’Alessandro que mandou a bola perfeitamente para dentro das redes, aos 2 minutos.


Fugindo do padrão de outros jogos o Grêmio não desnorteou com o gol sofrido, começou a buscar o ataque, mas, pelas características defensivas do esquema, pouco produziu no que diz respeito a chances de gols. Rochemback tentou em algumas oportunidades, mas o Inter esteve atento na manutenção do resultado.

Se não fosse o gol sofrido no começo da partida poderia se dizer que o esquema de Autuori foi relativamente bem. Apesar do pouco poder ofensivo, o Tricolor conseguia anular com perfeição todas as chances coloradas, mas precisava de mais para conseguir a igualdade.

Foto: Terra Esporte
Do outro lado o Inter também fazia o dever de casa, não deixando o Grêmio jogar dentro de seus domínios. Jogo truncado, com poucas chances e nenhum gol até o final da primeira etapa.


Segundo tempo

O Grêmio voltou mais ofensivo para o jogo, no primeiro minuto conseguiu boa chance com Lúcio que cruzou, Guiñazu cortou e, na sobra, Souza errou. Aos 11 minutos Souza novamente tentou empatar de cabeça, mas a bola saiu por pouco.

Foto: Terra Esporte
Nos primeiros minutos o Imortal conseguiu controlar o jogo, impondo um ritmo mais veloz a partida, com o tempo, entretanto, os colorados começaram a sair para o jogo e quase ampliaram com o centroavante Alecsandro, que parou em Victor.

Vendo o tempo se esgotar e as poucas chances de jogo, Paulo Autuori tirou um dos três volantes que estavam jogando desde o início da partida e colocou Renato Cajá, para dar mais força ofensiva, não deu certo.

Foto: Terra Esporte
O Imortal tentou, mas os alvirrubros conseguiram segurar o resultado até o final, o que praticamente acaba com as pretensões gremistas no campeonato e acendem as chances do rival ser campeão nacional no ano de seu centenário.


FICHA TÉCNICA:
Internacional 1 x 0 Grêmio31ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2009
Data: 25/10/2009, domingo, 16h00min
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 40.027 (35.834 pagantes)
Renda: R$ 639.950,00
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Ednilson Corona (Fifa/SP) e Nilson Monção (SP)
Cartão amarelo: Giuliano, Guiñazu, Souza, Túlio e Adílson
Expulsão: Rafael Marques 45 do 2º
Gol: D'Alessandro 2 do 1º tempo
INTERNACIONAL: Lauro; Daniel, Índio, Bolívar e Kléber; Sandro, Guiñaz, Giuliano, D'Alessandro (Andrezinho, 13'/2ºT); Taison (Marquinhos, 13'/2ºT) e Alecsandro.
Técnico: Mário Sérgio.
GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Léo (Rafael Marques, 37'/1ºT), Réver e Lúcio; Túlio (Renato, 35'/2ºT), Adilson, Fábio Rochemback e Souza; Perea e Douglas Costa (Herrera, intervalo).
Técnico: Paulo Autuori.


Resultado/ Próximo jogo

Com o resultado estamos quase fora das possibilidades de classificação para a La’10. Ficamos com 44 pontos, 8 a menos que o último colocado do G4.

Nosso próximo jogo é contra o Avaí no estádio Olímpico. O jogo será dia 28 de outubro e um empate termina com qualquer sonho de participar da maior competição continental no ano que vem.



Vídeo:

22/10/2009

Grêmio 2X1 Shangai Shen Hua - Copa Ano Novo 1998


Em  1998 o Grêmio disputou a Copa Ano Novo Pepsi de 1998 contra o então campeão chinês Shangai Shen Hua. No mesmo país e contra a mesma equipe dias antes o Imortal havia vencido a Taça Hang Ching por 2X0. No placar mais dois gols do Tricolor que voltou para a Querência com uma passagem invicta pelo solo do Gigante Oriental.


Campanha:
04/02/1998 
Grêmio 2x1 Shangai Shen Hua





Equipe gremista de 1998


19/10/2009

BR'09: As pazes com a vitória



Depois de quatro jogos sem glórias o Grêmio conseguiu voltar a somar três pontos na competição. A vitória contra o Coritiba no estádio Olímpico dá ao Tricolor uma sobrevida na dificílima busca pelo G4, continuamos sonhando.

A vitória foi estranha, mesmo jogando mal o tempo todo os gaúchos conseguiram o resultado na frente enquanto o goleirão Victor fez todo serviço atrás. Valeu a qualidade da Muralha em um jogo que o meio campo simplesmente “comeu mosca”.


Primeiro tempo

Com os dois times jogando mal as chances saíram de pés habilidosos. O velho Marcelinho Paraíba assustou Victor aos 4 e 11 minutos, mas o goleiro de Seleção conseguia controlar a partida, mesmo com as trapalhadas gritantes do meio gremista.

Foto: Terra Esportes
Tcheco, Rochemback e Lúcio deixaram o goleiro gremista em maus bocados, mas valeu a qualidade para fechar a goleira do Imortal e impedir o balançar das redes. Não por falta de chances que o Coxa não abriu o placar, aos 39 minutos Marcelinho Paraíba deixou Marcos Aurélio na frente de Victor, que fez não uma defesa, mas sim um milagre.

O Grêmio também chegou ao ataque, mas, da mesma forma que o nosso goleiro, Edson Bastos fez grandes defesas para os paranaenses. A melhor chance gremistas foi realmente o gol aos 46 minutos, Perea pegou uma sobra de bola na pequena área e abriu o marcador poucos segundos antes do fim da primeira etapa.


Segundo tempo

Com o revés antes do intervalo o Coritiba voltou arriscando mais. Aos 11 minutos o destaque do time, Marcelinho Paraíba, produziu boa chance para os visitantes, desperdiçada. Aos 18 minutos Thiago cabeceou certeiro para mais um milagre de Victor.

Foto: Terra Esportes
O jogo de qualidade muito baixa parecia piorar a cada minuto. Mesmo com um homem a mais em campo o Imortal não conseguia produzir boas jogadas, em compensação momentos de futebol várzea não faltaram.

Uma dos últimos lances importantes da partida foi o gol gremista aos 39 minutos. Maxi López cruzou para Souza que, na única participação boa em todo o jogo, conseguiu fazer o gol. A vantagem de 2 gols acabou mais cedo com a péssima partida no estádio Olímpico.


FICHA TÉCNICA:
Grêmio 2×0 Coritiba
Brasileiro 2009 – 30ª rodada
Local: Olímpico
Data: 18/10/2009
Horário: 16h00

Árbitro: Celio Amorim (ASP.FIFA-SC)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (FIFA-SC) e Marco Antonio Martins (SC)

Cartões Amarelos: Pereira (Coritiba), Thiago Gentil (Coritiba), Túlio (Grêmio), Maxi Lopes (Grêmio), Tcheco (Grêmio), Edson Bastos (Coritiba), Ângelo (Coritiba), Perea (Grêmio)
Cartões Vermelhos: Renatinho (Coritiba)
Gols: Perea, aos 46′ do 1º tempo (Grêmio); Souza, aos 37′ do 2º tempo (Grêmio)
Coritiba: Edson Bastos, Ângelo, Jeci, Pereira, Leandro Donizete, Carlinhos Paraíba (Rômulo), Renatinho, Marcos Aurélio (Makelele), Marcelinho e Thiago Gentil
Técnico: Ney Franco
Grêmio: Victor, Mario Fernandes, Leo, Fabio Rochemback, Réver, Lúcio, Perea (Roberson), Souza, Tcheco (Renato), Túlio e Maxi Lopes
Técnico: Paulo Autuori



Resultado/ Próximo jogo

A vitória ontem reacende as chances tricolores pela Libertadores. Com o resultado chegamos a 44 pontos, cinco atrás do último colocado do G4, o São Paulo.

Nossa próxima partida é GRE-NAL, o jogo será no estádio Beira-Rio, dia 25 de outubro, às 16h e é a chance de pensar inclusive em título.



Vídeo:

13/10/2009

MATUTANDO: Caixinha de Surpresa



Certo, futebol é uma caixinha de surpresa mesmo!

O Grêmio líder da Libertadores, mais cotado no site da FIFA para ser campeão da competição em 2009, perdeu...

O Cruzeiro chegou à grande final contra o Estudiantes, era o favorito e mesmo assim amargaram uma derrota.

Ah caixinha de surpresas esse futebol!!! Um grande time passando por um grande momento, quem é esse? O INTERNACIONAL.

O Gigante time de Tite prometendo ser o papão de 2009 caiu do próprio salto em seu próprio chão e diante de sua própria torcida, ou seja, uma própria tragédia grega.

Agora me vem outra tragédia, ou melhor, uma tsunami de azar completo! O Palmeiras, líder imponente PERDEU FEIO para o......... Náutico.

Simplesmente digo que FUTEBOL é um enigma jamais desvendavel, pois nada é antes do apito final e a frase que mais se aproxima da perfeição é sobre esse esporte é: “Um dia é da caça e outro do caçador”.

Mas por que tudo isso? Porque não há nada tão imprevisível quanto o futebol, e se você esta cantando a vitória antes dos 45 mim do segundo tempo ou antes do fim da prorrogação, então você possivelmente não imagina do que o futebol é capaz.

Aos amantes do futebol vai o recado, não desanime, pois até o fim de um jogo as possibilidades de dar certo ou errado são sempre 50% para cada e nenhum matemático que, por leigo, resolva adentrar os sombrios enigmas dessa arte pode prever ou somar possibilidades, pois elas não se resumem a números.

As cartas estão na mesa, os times estão sendo testados e quem esta levando? O São Paulo novamente! Pois é, o time mais vencedor do país, pelo jeito, vai levar outra e quando? Aos 45 do segundo tempo (bem como o futebol gosta!).

Posso estar enganado, mas uma coisa é certa, no futebol aquilo que você mais acredita é o que tem mais chances de dar errado.

Agora vejo novamente o Cruzeiro na briga, e tendo pela frente uma galera muito amistosa (Inclusive velhos amigos de Libertadores, se é que me entendem), mas e o futebol? Será que é tão previsível a ida desse time para a Libertadores de 2010?

Dentre os times que os mineiros tem pela frente está o Grêmio (pior visitante o campeonato), mas e a zebra velha pode pintar novamente e quem sabe os ventos mudem também? Você não pode dizer "impossível" para o futebol, pois o que mais se aproximou disso foi um jogo de séria B em 2005 quando um time tinha apenas 7 jogadores em campo e o adversário com dois pênaltis a favor e, mesmo assim, quem venceu foi o outro.

Pois bem! O futebol pode não ser o melhor esporte para todos, mas quem o analisa sabe que ele é o mais impressionante. NÃO CANTEM A VITÓRIA ANTES DO TEMPO !!!

11/10/2009

BR’09: O fraco visitante perde mais uma


Mais uma derrota na conta do Tricolor Gaúcho. Mesmo jogando regular o time de Paulo Autuori não conseguiu o resultado e demonstrou mais uma vez que a filosofia do técnico não tem nada de semelhante com o espírito do Imortal de copeiro, raçudo e peleador.

Não preciso de nenhum jogo mais para me convencer que foi um erro ter tirado o Rospide do time. O que custaria dar uma chance ao interino? Nada. Em compensação o amante do futebol europeu Paulo Autuori sim já demonstrou que não tem o perfil do GRÊMIO, mas como foi uma “contratação de peso” dificilmente deixará o clube pelos resultados atuais.


Primeiro tempo

O jogo começou aberto, tanto o Grêmio quanto o Corinthians queriam a vitória. Se o resultado para os gaúchos era sinal de recuperação, para os paulistas também. Enquanto um não vence fora o outro teve um resultado péssimo empatando com o Fluminense, ou seja, ambos precisavam da confirmação.


Foi assim que os donos da casa partiram em busca do primeiro gol. Aos 4 minutos Ronaldo mandou para Elias que chutou para fora. Dois minutos depois Tcheco cobrou falta e Jonas mandou de cabeça para o gol, mas Felipe defendeu.

O primeiro gol saiu aos 10 minutos, Ronaldo mandou um chute conta o gol gremista, a bola bateu em Rever, enganou Marcelo Grohe e foi para as redes, alvinegros na frente. A resposta veio minutos depois com Jonas que mandou chutão contra o gol de Felipe que defendeu com perfeição.


Aos 24 minutos o Grêmio chegou novamente, desta vez com o argentino Maxi López. O centroavante chutou contra o gol corintiano para boa defesa do goleiro. Depois do lance o Tricolor definitivamente morreu em campo, os donos da casa conseguiram o domínio do jogo e, consequentemente, do placar.

Se aproveitando da fragilidade gremista os paulistas ampliaram aos 32 minutos. Ronaldo recebeu de Jorge Henrique e mandou para Elias que só precisou empurrar para as redes. Corinthians 2X0 Grêmio.


Segundo tempo

O Grêmio voltou mais ofensivo na segunda etapa, as alterações de Autuori melhoraram um pouco a equipe, mas as primeiras chances de jogo continuaram sendo dos alvinegros de São Paulo.


Aos 23 minutos o Grêmio finalmente conseguiu a reação. Tcheco cobrou escanteio na cabeça de Réver, o zagueiro subiu mais alto que todo mundo e estufou as redes do goleiro Felipe. Corinthians 2X1 Grêmio.
O técnico Mano Meneses substituiu no time colocando o argentino Defederico. Aos 39 minutos a primeira resposta da substituição foi a perda de um gol incrível, o jogador recebeu de Ronaldo, mas chutou por cima do gol. Sorte para nós.

Apesar das tentativas, o Grêmio não conseguia penetrar na área paulista, o Corinthians, recolhido no campo de defesa, conseguiu segurar o importante resultado até o final do jogo, resultado este que complica de vez nossa situação na competição.


Resultado/ Próximo jogo

Com a derrota o Corinthians passou o Grêmio e ocupa agora a 7ª colocação, o Tricolor está uma abaixo, na 8ª. A situação está realmente complicada para nós.

Nossa próxima partida é em casa, dia 18 de outubro, contra a equipe do Coritiba. Uma vitória é fundamental já que em quatro jogos só fizemos 2 pontos dos 12 possíveis. É pra lotar o Monumental!


FICHA TÉCNICA
Corinthians 2X1 Grêmio 
29ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2009
Estádio Pacaembu (São Paulo - SP)
Público Pagante: 19.410 torcedores - Renda: R$ 655.243,50
Gols: Réver, aos 23 minutos do 2º tempo (GRÊMIO), Ronaldo, aos 10 minutos, e Elias, aos 32 minutos do 1º tempo (Corinthians).
Cartões Amarelos: Túlio, Adílson e Herrera (GRÊMIO), Alessandro e Ronaldo (Corinthians).
Árbitro: Nélson Nogueira Dias (PE).
Auxiliares: Erich Bandeira (PE) e Jossemar José Diniz Moutinho (PE).
GRÊMIO - 1 : Marcelo Grohe, William Thiego (Renato Cajá), Leo, Réver, Lúcio, Fábio Rochemback, Túlio, Adílson (Perea), Tcheco, Jonas (Herrera) e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.
Corinthians - 2 : Felipe, Alessandro, Chicão, William, Marcelo Oliveira (Balbuena), Marcelo Mattos, Jucilei, Elias (Moradei), Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho (Defederico). Técnico: Mano Menezes.



Vídeo:

09/10/2009

ANTES DO APITO: Um dia para acreditar


UM DIA PARA ACREDITAR


O jogo contra o Corinthians poderia ser apenas um grande jogo de duas grandes equipes do Brasil, mas se tornou para o Grêmio a possibilidade de galgar sonhos maiores que a desprezível vaga na Sul-Americana.

Um jogo difícil, pois o time paulista necessita do resultado por estar a tempo sem uma vitória, em contrapartida um jogo fácil se pensarmos apenas na motivação dos jogadores. Todos sabem que não se tem por parte dos jogadores muito empenho quando um time vence uma Copa do Brasil, pois o Campeonato Brasileiro torna-se apenas uma obrigação e não uma possibilidade.

O único clube do Brasil que venceu a copa nacional e ainda assim venceu o campeonato foi o Cruzeiro de 2003, que depois de vencê-la ainda fez bonito no nacional, ganhando com larga vantagem.

Assim, podemos dizer que as mudanças no time podem surgir efeito, pois Fábio Rochemback pode e deve trazer mais qualidade ao meio campo, que vem dando trabalho a Autuori.

Certeza de um grande jogo eu tenho, mas o resultado é tão inesperado quanto qualquer outra coisa.

08/10/2009

BR'09: Grêmio controla a partida, mas não vence



Apesar do controle do jogo no estádio do adversário o Grêmio não conseguiu vencer o Atlético-PR fora de casa. O clube do Paraná demonstrou mais uma vez que no estado do Paraná só existe um clube que pode ser considerado grande, o Coritiba. Os rubro-negros jogaram o tempo inteiro atrás, o medo de derrota para o pior visitante da competição impedia qualquer ação ofensiva e pela falta de criatividade gremista tanto o resultado quanto o jogo foram entediantes.


Primeiro tempo

Desde o início da partida era o Grêmio que buscava jogo. As tentativas de penetrar na área paranaense falharam até os 13 minutos de jogo, quando Maxi López recebeu boa bola mandou contra o gol de Galatto, que fez a defesa.

Foto: Terra Esportes

A resposta dos atleticanos veio dois minutos depois. Marcinho foi derrubado e, na cobrança de falta, Paulo Baier obrigou o goleiro gremista Marcelo Grohe a uma difícil defesa.

Após das chances desperdiçadas o jogo esfriou. A cena se repetiu até o final do primeiro tempo com o Grêmio tentando o ataque, mas parando na marcação do Furacão que, com a posse de bola, não se arriscava na frente. Somente no final da primeira etapa é que Rochemback conseguiu uma finalização, com defesa do goleiro atleticano.


Segundo tempo

Um pouco melhor do que o monótono primeiro tempo, a segunda fase do jogo começou com chance para o Imortal. Aos 4 minutos Jonas chutou cruzado, mas o goleiro defendeu. Um minuto depois Tcheco finalizou fraco e, em cima da linha, Rafael Miranda conseguiu tirar. Logo após mais Grêmio, desta vez na cabeçada de Rever, igualmente defendida.

Foto: Terra Esportes
Parecia que a primeira vitória estava se formando, mas após a pressão inicial o Tricolor não produziu mais. Os adversários, porém, chegaram forte aos 25 minutos com o ex-jogador gremista Alex Mineiro que chutou para defesa de Grohe e, na sobra, Wallyson errou por pouco.

O susto aos 25 amedrontaram os visitantes e deram gás aos paranaenses. Aos 35 minutos Paulo Baier quase conseguiu gol olímpico e aos 42 Alex Mineiro tentou o último chute da partida.


FICHA TÉCNICA
Atlético-PR 0X0 Grêmio28ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2009
Data: 7/10/2009, quarta-feira, 21h00min
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Público: 19.375 pagantes
Renda: R$ 394.050,00
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP).
Auxiliares: Ednilson Corona (SP) e Vicente Romano Neto (SP).
Cartões amarelos: Ronaldo (APR); Tcheco, Lúcio, Mário Fernandes, Fábio Rochemback, Souza (GRE)
ATLETICO-PR: Galatto; Fransérgio, Ronaldo (Héverton, 38′/2ºT) e Chico; Wesley, Rafael Miranda, Valencia, Paulo Baier, Márcio Azevedo (Alex Sandro, 23′/2ºT); Wallace e Marcinho (Alex Mineiro, intervalo)
Técnico: Antônio Lopes
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Mário Fernandes, Leo, Réver e Lúcio; Tulio, Fábio Rochemback, Tcheco e Souza; Jonas (Perea, 28′/2ºT) e Maxi López
Técnico: Paulo Autuori


Resultado/ Próximo jogo

O empate contra o Atlético-PR, apesar de fora de casa, não foi bom. O campeonato esta terminando e o Grêmio continua distante do G4 com 41 pontos na 7ª posição.

No sábado, jogamos contra o Corinthians, às 16h10m, no estádio Pacaembu em São Paulo. Uma vitória pode reabilitar o time na competição.


Vídeo:


06/10/2009

Grêmio 3X1 Nacional - Troféu Sadrep 1949

Em 1949, em uma das várias passages vitoriosas do Grêmio pelo Uruguai, o clube do Rio Grande conquistou o Troféu Sadrep, também conhecido como Taça do Cinquentenário do Nacional. Apesar de pouca pompa, o título do Troféu Sadrep tem um valor importante para a história do clube, pois foi a primeira das muitas conquistas internacionais do Imortal.

O rival na disputa da taça era o então cinquentenário Nacional de Montevidéu, base da seleção uruguaia campeã do mundo em 1950 e que viria a sagrar-se vice-campeão nacional meses depois, perdendo o título para o rival Peñarol.

O primeiro gol da partida foi dos donos da casa, aos 20 minutos com Castro. Na segunda etapa o Grêmio virou com três gols (Geada, Teotonio e Alegretti), vencendo a partida por 3X1 e assim conquistando o primeiro título internacional de sua história.


DADOS DO JOGO
Local:Montevidéu/ Uruguai
Data:14/05/1949
Placar:Nacional 1X3 Grêmio
Gol:Castro (N); Geada, Teotonio e Alegretti (G)


Equipe gremista de 1949

BR'09: Empate surpreendente com um possível rebaixado


O grande Grêmio do estádio Olímpico sofreu com um empate humilhante contra o fraco e candidato a rebaixamento Sport. O resultado é preocupante, pois estamos perdendo muitas chances de recuperação e cada vez fica mais difícil encostar nos líderes da competição.

Já tivemos de engolir, entre outros resultados, um empate contra o Vitória. Cada vez sobra menos esperanças de ver a América azul em 2010, o sonho não é impossível, mas uma coisa é certa: precisamos segurar as jóias do plantel e fortalecer o grupo muito mais para termos o direito de ser campeões de algo mais que um Gauchão.


Primeiro tempo

Com a força do estádio Olímpico a seu lado o Grêmio amassou o Sport desde o primeiro minuto de jogo. E não demorou muito para que o primeiro gol da partida saísse, aos 7 minutos o argentino Maxi López cruzou para Jonas que mandou um golaço. Grêmio 1X0 Sport.

Apesar dos pesares o Sport conseguiu o sucesso poucos minutos após sofrer o revés. Em uma cobrança de escanteio aos 10 minutos Valdinho cabeceou certeiro contra o gol de Grohe. Os pernambucanos conseguiam um empate na melhor hora possível e o placar foi um choque para os tricolores que se perderam em campo.


A trancos e barrancos, mesmo com muitos erros do meio gaúcho, o Grêmio conseguiu a vantagem novamente. Aos 27 minutos Maxi dividiu com Durval, levou a melhor e mandou a bomba contra o gol do Leão, a bola bateu no zagueiro adversário e foi para as redes. Grêmio 2X1 Sport.

O desempenho gremista continuou ruim, mesmo com a vantagem conseguida. Os visitantes levavam perigo e, aos 39 minutos, quase conseguiram o empate novamente com o atacante Paulinho, que errou o último chute.


Segundo tempo

O Sport voltou melhor na segunda etapa, logo aos 4 minutos o time do Nordeste já conseguia o empate. Andrade recebeu boa bola dentro da área e mandou para o gol, Marcelo fez grande defesa, mas, no rebote, Paulinho não perdoou. Igualdade.


Temendo a virada o Tricolor se impôs, aos 7 minutos Tcheco mandou um chutão de fora da área e quase fez um golaço. A pressão surtiu efeito e aos 12 minutos, em uma cobrança de escanteio, Durval colocou a mão na bola, pênalti. Na cobrança Tcheco bateu mal e Magrão fez a defesa (chance perdida).

O empate parecia bom resultado para os visitantes, que não saiam para o jogo. Se aproveitando do medo do adversário o Imortal continuava buscando o terceiro gol e, aos 14 minutos, Maxi López tentou cabecear, a bola bateu em Andrade que fez gol contra. Grêmio 3X2 Sport.


A resposta dos pernambucanos demorou, mas veio. Aos 28 minutos Andrade se redimiu do gol contra mandando ótima bola para Fininho, em posição irregular, o jogador mandou direito para o gol de Grohe que não conseguiu defender. O empate não servia para os donos da casa que foram para cima, mas pararam na bela atuação do goleiro Magrão.


FICHA TÉCNICA:
Grêmio 3 x 3 Sport
27ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2009
Data: 4/10/2009, Domingo, 16h00min
Local: Estádio Olímpico
Público Total: 21.784 (19.174 pagantes)
Renda: R$ 352.720,00
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP).
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Márcio Luiz Augusto (SP).
Cartões amarelos: Andrade ; Souza ; Igor ; Durval; Maxi López (GRE); Dutra (SPO).
Gols: Jonas (8min 1ºT), Vandinho (10min 1ºT), Maxi López (28min 1ºT e 14min 2ºT), Paulinho (4min 2ºT) e Fininho (28min 2ºT)
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Mário Fernandes (Thiego 32′/2ºT), Léo, Réver e Bruno Collaço (Lúcio, 33′/2ºT); Adílson (Túlio, 29′/2ºT), Fábio Rochemback, Tcheco e Souza; Jonas e Maxi López.
Técnico: Paulo Autuori.
SPORT: Magrão; Moacir, Igor, Durval e Dutra; Hamilton, Andrade, Fininho (Adriano, 38′/2ºT) e Luciano Henrique; Paulinho (Eduardo, 17′/2ºT) e Vandinho (César, 30′/2ºT).
Técnico: Péricles Chamusca


Resultado/ Próximo jogo

Com o infeliz empate a situação do Grêmio é preocupante. Com 40 pontos, o Imortal caiu da 6ª para a 7ª colocação no campeonato e tem 5 pontos a menos que o 4ª colocado, Goiás.

Nossa próxima partida é fora contra o Atlético-PR. O jogo será quarta-feira, dia 7 de outubro, às 21h no estádio Arena da Baixada em Curitiba.



Vídeo:

01/10/2009

Eliminadoooooo!






E não é que eles conseguiram mais uma triplice coroa? hahahaha

Web Page Traffic Counters

Visitantes desde 26/11/2011